A convite de Nelson Jobim, Lula e FHC almoçam juntos

Imagens do encontro foram divulgadas nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (21/5) no Twitter do ex-presidente petista

atualizado 21/05/2021 11:35

Ricardo Stuckert/Divulgação

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) participaram de um almoço, marcado a convite do ex-ministro dos dois líderes Nelson Jobim. Imagens do encontro foram divulgadas nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (21/5) na conta de Lula no Twitter.

O almoço foi na casa de Jobim em São Paulo, no último dia 12 de maio, mas só foi revelado nesta sexta.

Jobim foi ministro da Justiça no primeiro mandato de FHC entre 1995 e 1997, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e titular da Defesa nos governos Lula e Dilma, entre 2007 e 2011. “A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio”, publicou a página oficial de Lula no Twitter.

Em outra publicação, o perfil do petista informou que os ex-presidentes, que são antigos adversários políticos, tiveram uma “longa conversa sobre o Brasil”. Críticas à gestão de Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia de Covid-19 também foram pauta da conversa.

“Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”, publicou a página de Lula. Veja.

Elogios

Na última quarta-feira (19/5), Lula elogiou o antigo adversário e disse que ambos “sempre tiveram uma disputa civilizada”. Os comentários foram feitos após FHC afirmar, em entrevista ao programa Conversa Com Bial, na dia anterior, terça-feira (18/5), que votaria no petista em uma disputa contra Jair Bolsonaro.

A troca de afagos, portanto, começou seis dias depois do encontro entre os dois ex-presidentes.

Fernando Henrique chamou Lula de “sagaz” e “rápido”. “Desde que o conheci, fiquei admirado com a capacidade que ele tinha. Ele percebe na hora, e ele muda na hora também”, completou FHC.

0

Na resposta ao elogio, o petista avaliou FHC como um “intelectual” e disse que também votaria no político em uma disputa contra Bolsonaro. “Ele me conhece bem, conhece o Bolsonaro. Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele sempre foi um intelectual e sabe que não dá pra inventar uma candidatura”.

Jobim transita muito bem entre partidos de todas as vertentes e, como ex-ministro da Defesa, tem ótima interlocução com militares. Ex-deputado federal constituinte pelo então PMDB (hoje MDB), o jurista hoje é presidente do Conselho de Administração do banco BTG Pactual.

Desde que deixou o governo Lula, tem sido insistentemente procurado para se candidatar novamente – foi sondado inclusive para se candidatar ao Planalto.

Mais lidas
Últimas notícias