A regra dos cinco minutos auxilia no combate à procrastinação

Dedicar apenas cinco minutos por dia a uma tarefa resulta em coisas realmente sendo feitas e um senso pessoal de realização

atualizado 20/05/2019 23:40

Divulgação

Se você é daquelas pessoas que sofrem com a procrastinação, esse exercício pode ser para você. Procrastinar é transferir as tarefas que não gosta para outros dias, adiar os compromissos que precisam ser feitos ou deixar as atividades menos interessantes, porém importantes, para depois, entre outras. Se você se identifica, proponho aqui um exercício descrito pelo site Treehugger, que pode ajudar a acabar de vez com todas com a procrastinação ou, ao menos, fazer você se sentir menos pior em não realizar suas tarefas.

“A regra dos cinco minutos” é um truque de vida incrivelmente simples, mas brilhante, vem de Trent Hamm, do The Simple Dollar, um blog relacionados a finanças, que também transborda de sabedoria geral.

Hamm diz que dedicar apenas cinco minutos a uma tarefa resulta em coisas realmente sendo feitas e um senso pessoal de realização.

Ele diz: “A ideia é a seguinte: sempre que você precisar fazer algo que realmente não queira fazer, concorde em apenas cinco minutos – literalmente, definir um temporizador se quiser – e pode desistir sem culpa depois. É isso aí”.

Seja limpando o banheiro, praticando um instrumento ou um novo idioma, dobrando roupas, apagando e-mails, fazendo um rápido treino ou indo para uma corrida, pegando lixo do lado de fora, fazendo pesquisas online, fazendo um telefonema necessário, começando naquele livro você sempre sonhou em escrever – não importa o tamanho ou o tipo de projeto, colocar cinco minutos sempre fará você se sentir melhor.

E mais vezes do que não, esse cronômetro será ativado e você provavelmente desejará continuar. Isso aconteceu tantas vezes com minha prática de leitura. Eu nunca quero começar, mas uma vez que começo, é difícil mantê-lo por menos de 45 minutos e estou sempre feliz por ter começado. É a mesma coisa com exercício.

Mesmo que a vontade de continuar não te atinja, tudo bem. Você dedicou algum tempo valioso e pode se sentir orgulhoso disso. Hamm diz: “Se eu não quiser continuar, sei que posso desistir sem culpa, porque sei que progredi um pouco. A lista de tarefas de amanhã está de volta”.

Mindset
O desafio consiste em manter a constância e realizar a regra todos os dias. Cinco minutos representam muito pouco das 24 horas do seu dia. Outra sugestão é não deixar para mais tarde. Se der para realizar de manhã, livre-se logo dele. Com o tempo, o cérebro vai criando um mindset que o fará realizar as tarefas sem maiores esforços e a procrastinação não será mais um problema na sua vida.

Pequenos incrementos de tempo percorrem um longo caminho, especialmente quando executados com foco e consistência. Não subestime o poder de cinco minutos.

Últimas notícias