*
 

Águas Claras vai ganhar mais um shopping. Depois de um imbróglio de quase três anos, foi expedido o habite-se (documento que autoriza a utilização efetiva de construções ou edificações) parcial para o DF Plaza, empreendimento de mais de R$ 160 milhões. A inauguração – que será em etapas – é aguardada pelos moradores da região, já que restaurantes de renome e lojas de departamento tradicionais vão funcionar no local.

A liberação do documento foi autorizada pela 4ª Vara de Fazenda Pública do DF. A administração de Águas Claras informou, por meio de nota, que a demora se deu por causa da revisão do valor da Outorga Onerosa da Alteração de Uso (Onalt) – taxa cobrada quando é alterada a destinação de uma área.

O processo não foi concluído, mas enquanto GDF e empreendedores discutem a quantia a ser desembolsada, o habite-se foi expedido. Conforme reportagem do Metrópoles, o governo do DF espera receber mais de R$ 37 milhões com o pagamento da Onalt.

De acordo com a administração, a decisão da Justiça é parcial e não atinge a totalidade do empreendimento, chamado de DF Century Plaza, que tem ainda salas comerciais e flats.

A Brookfield, construtura do prédio, preferiu não se pronunciar sobre o caso.

Alívio
O empresário Beto Pinheiro, sócio do Coco Bambu, confirma que a expectativa é abrir as portas em março. Segundo ele, os atrasos não estavam previstos. “Achávamos que seguiriam o cronograma, com inauguração no primeiro semestre de 2016. Agora, é questão de pouco meses”, disse aliviado.

O centro comercial, que fica na rotatória de acesso a Águas Claras, tem 160 lojas e 3,5 mil vagas de estacionamento cobertas. No local já funcionam o Walmart e o Sam’s Club.

Entre as marcas anunciadas para o local estão Renner, Riachuelo, L’Occitane, O Boticário, Santa Lolla, Morana, Constance, Lord, Outback, Coco Bambu e Soho, entre outras. Porém, como o habite-se é parcial, nem todas começarão a funcionar na primeira etapa.

 

 

 

COMENTE

habite-secoco bambuDF Plazashoppinh
comunicar erro à redação