Quais deputados federais foram presos durante o mandato?

Por Rafaela Lima

Apesar do que muitos pensam, representantes do Congresso Nacional podem ser presos. A imunidade parlamentar não se aplica a casos de flagrante de crime inafiançável, segundo o artigo 53 da Constituição

Foi esse o caso do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), preso nessa terça-feira (16/2) após gravar vídeo ameaçando o Supremo Tribunal Federal (STF) 

Silveira não foi o único. Desde a Constituição de 1988, outros quatro deputados federais foram presos durante o exercício do mandato 

Em 2018, João Rodrigues (PSD-SC) foi preso acusado de tentar fugir para o Paraguai

Ele havia sido condenado a cinco anos e três meses de prisão, por fraude e dispensa de licitação, quando assumiu por 30 dias a prefeitura de Pinhalzinho, em SC

Antes dele, em 2017, o STF determinou a prisão de Paulo Maluf (PP-SP), que estava em seu quarto mandato como deputado federal. Maluf foi condenado por lavagem de dinheiro

No mesmo ano, em 2017, a Corte ordenou a prisão do deputado Celso Jacob (MDB-RJ), por fraudes em licitações quando foi prefeito de Três Rios (RJ)

Dias após a prisão, Jacob retornou ao trabalho na Câmara, já que cumpria pena no semiaberto

Outro parlamentar preso foi Natan Donadon (PMDB-RO). Em 2013, ele tornou-se o primeiro deputado em exercício a ser detido por determinação do STF, desde 1988 

Donadon foi condenado a 13 anos, 4 meses e 10 dias de prisão em regime fechado, pelos crimes de peculato e formação de quadrilha

TEXTO:
Rafaela Lima

IMAGENS
Metrópoles, AE, Agência Câmara e Unsplash