Tenor Plácido Domingo pede perdão às mulheres que assediou

A declaração representa uma guinada na postura do tenor, que até agora havia negado com veemência as acusações

Oscar Gonzalez/NurPhoto via Getty Images

atualizado 25/02/2020 13:48

O tenor espanhol Plácido Domingo, acusado por várias mulheres nos últimos meses de assédio sexual, afirmou nesta terça-feira (25/02), que lamenta o sofrimento causado e que assume “toda a responsabilidade” por seus atos.

“Quero que saibam que sinto muito pelo sofrimento que causei a vocês”, afirma o artista, de 79 anos, em um comunicado enviado por seus representantes à imprensa espanhola.

A declaração representa uma guinada na postura do tenor, que até agora havia negado com veemência as acusações.

“Assumo toda a responsabilidade de minhas ações”, completa o cantor no texto, no qual afirma que entende que “algumas mulheres podem ter medo de se expressar abertamente, pelo temor de que suas carreiras sejam afetadas”.

O tenor assegura que passou meses “refletindo sobre as acusações que várias colegas apresentaram” contra ele e acrescenta: “Respeito que estas mulheres finalmente se sentiram à vontade para falar”.

O comunicado foi publicado poucas horas depois de um júri em Nova York declarar o ex-produtor de cinema Harvey Weinstein culpado de agressão sexual e estupro.

Últimas notícias