SP: morre homem que pôs fogo em carro onde estava com a ex-namorada

Crime ocorreu em Pirassununga, interior de São Paulo, na manhã deste domingo. Pedreiro não aceitava o fim do relacionamento conjugal

ReproduçãoReprodução

atualizado 29/09/2019 23:05

Depois de atear fogo no carro em que estava com a ex-namorada, Elisângelo Marcondes Francisco dos Santos morreu em decorrência das queimaduras sofridas. O crime ocorreu na manhã deste domingo (20/09/2019), em Pirassununga, interior de São Paulo. Ele não aceitava o fim do relacionamento com a mulher. A Polícia Civil de São Paulo investiga o caso.  As informações são do site UOL.

De acordo com o inquérito policial, o pedreiro abordou Luciene Ferreira Sena, de 39 anos, quando ela  deixava o turno de trabalho na Santa Casa de Pirassununga, onde atua como técnica de enfermagem. Ele entrou no veículo, dirigiu por cerca de dois quarteirões e incendiou o carro.

De acordo com a polícia, ele teria usado uma bomba incendiária de fabricação caseira (coquetel molotov) para provocar o crime. Santos também travou as portas do carro para impedir que a vítima deixasse o automóvel. Ela está internada com queimaduras em 80% do corpo, segundo a equipe que prestou socorro emergencial.

Ao ouvirem os gritos de Luciene pedindo socorro, moradores observaram o veículo em chamas ainda em movimento. O carro só conseguiu parar quando colidiu com outro veículo. Populares tiveram de cortar com uma faca o cinto de segurança que mantinha a vítima presa ao veículo.

A policia encontrou dentro do carro uma garrafa com líquido inflamável, um isqueiro e ainda um rojão, não usado. As autoridades acreditam que esse material tenha gerado uma série de explosões no interior do carro.

Últimas notícias