Mãe de mulher que tomou 22 facadas de homem no DF: “Eu não gostava dele”

Maria Edimiulsa confirma que a filha se encontra em estado gravíssimo no Hospital de Base. Suspeito está foragido

atualizado 11/08/2020 19:53

casalReprodução

A mãe de Cleudiane dos Santos, 27 anos, vítima de tentativa de feminicídio cometida pelo companheiro, na noite do último domingo (9/8), disse ao Metrópoles que está preocupada com o estado de saúde da filha. A dona de casa Maria Edimiulsa contou que, desde que a filha foi transferida ao Hospital de Base do Distrito Federal, eles ainda não puderam vê-la.

Claudiane foi agredida com 22 facadas desferidas por Fernando Ferreira dos Santos, 32. O caso ocorreu quando ambos caminhavam pela quadra QND 37, em Taguatinga, no Dia dos Pais, celebrado no domingo.

No dia do crime, a vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital Regional de Taguatinga. O estado era grave e com a piora ela precisou ser transferida ao Base.

Maria Edimiulsa lamentou o episódio e disse que o estado de Cleudiane é gravíssimo. Ela estava grávida de quatro meses, mas perdeu a criança por causa das facadas.

0

“Não há ninguém no hospital com ela. Disseram que ela só poderá receber visita quando tiver alta. Entraram em contato com a gente hoje [terça-feira, 11/8] para dizer que não houve melhora no quadro. A situação é delicada.”

A mãe comentou também que não aprovava a relação da jovem com Fernando. “Eu não gostava dele. Ela morava comigo e, depois que se separou, ele veio atrás dela e alugou um barraco aqui perto de casa, em Taguatinga. Eles se relacionavam há cinco meses”, afirmou.

O ciúmes dele, todo mundo via. Estava na cara. O comportamento dele, todo mundo percebia. Na frente da gente, não tinha agressão. Por trás, pelo visto, isso já ocorria. Ela nunca me relatou nada”, contou Maria Edimiulsa.

Cleudiane tem uma filha de 2 anos. “Minha neta está aqui comigo e não para de perguntar pela mãe. Quando ouve barulho no portão, ela pede para abrir porque é a mãe que está chegando”, lamentou. Ela também comentou que não tinha conhecimento que a filha estava grávida.

A dona de casa informou que a filha está desempregada e queria voltar ao Maranhão por se sentir sufocada e perseguida no relacionamento. “Só rezo a Deus para ela melhorar o mais rápido possível. É o que eu mais espero.”

Fernando Ferreira dos Santos está foragido. Ele se encontrava em prisão domiciliar, mas, segundo a polícia, esteve em um churrasco e consumiu bebida alcoólica. A 17ª DP investiga o caso.

Últimas notícias