Portas em automático: dez destinos para conhecer em 2020

A Amazônia brasileira, por exemplo, é um dos lugares para explorar neste ano

atualizado 06/01/2020 21:31

Gettyimages

O ano de 2020 chegou e viajantes que adoram se aventurar já devem estar planejando o roteiro de lugares paradisíacos para conhecer nos próximos meses.

Uma pesquisa realizada pela maior editora de guias de viagens do mundo, a Lonely Planet, revelou alguns países, cidades e regiões que devem estar nos planos de quem quer conhecer destinos inusitados.

No guia de recomendações, a Amazônia brasileira é uma das opções listadas.

Confira!

1°. Rota da seda (Ásia Central)  
A região é famosa pelo comércio de produtos variados. O destaque vai para a avenida de mausoléus, onde fica uma das mesquitas islâmicas mais bonitas do mundo. A lista destaca a acessibilidade do local, que tem sido facilitada por conta dos investimentos maciços em transporte e infraestrutura.

Reprodução/Pinterest
Estas passagens serviam para o comércio de seda entre as regiões do Oriente e da Europa

2°. Le Marche (Itália)
Além de paisagens naturais e das praias atraentes, os palácios renascentistas são um show à parte na região.

Reprodução/Pinterest
Como a própria Itália, a região é dividida em províncias

3°. Tohoku (Japão)
Para quem ama uma estação fria, o local é perfeito tanto pelas belas paisagens quanto pelas atividades que se pode fazer no gelo, como o tradicional esqui. A região aumentará sua influência no próximo ano com a chegada dos Jogos Olímpicos, a serem realizados em Tóquio.

Reprodução/Pinterest
A região é montanhosa, repleta de natureza e gelo

4°. Maine (Estados Unidos)
O maior estado da Nova Inglaterra realiza atualmente diversas atividades culturais e artísticas para comemorar o bicentenário. A região é conhecida pelo litoral rochoso, pela história marítima e áreas naturais, como as ilhas de granito e píceas do Parque Nacional de Acádia. A culinária também tem figurado como elemento atraente no percurso turístico da região.

Gettyimages
O local é considerado o maior produtor de lagosta dos Estados Unidos

5°. Ilha Lord Howe (Austrália) 
Localizada a 600km da costa da Austrália, a região faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1982. Entre as grandes montanhas verdes, é possível ver lagos e recifes de corais esplêndidos, praias de águas cristalinas e também realizar trilhas mata adentro.

Gettyimages
Lord Howe fica a 600km da costa da Austrália

6°. Província de Guizhou (China)
A região montanhosa no Sudoeste da China tem, entre as atrações naturais, a famosa cachoeira Huangguoshu, de 74m de altura. Próxima da cascata, a caverna Longgong, mais conhecida como Palácio do Dragão, abriga um amplo sistema subterrâneo com hidrovias. As grutas da caverna Zhijin também estão localizadas ali.

Gettyimages
Ela é conhecida pelos vilarejos rurais tradicionais simples

7°. Província de Cádiz (Espanha)
A localização é famosa pelo Carnaval, corridas e feiras de cavalos. Além do Parque Nacional de Doñana, tem outros cinco parques naturais que completam a natureza admirável da região. É imprescindível conhecer seu circuito gastronômico prestigiado e premiado internacionalmente.

Gettyimages
O local é uma das oito províncias que compõem a comunidade autônoma da Andaluzia

8°. Nordeste da Argentina 
Vizinha ao Brasil, a localização constitui-se de uma geografia histórica deslumbrante e repleta de saberes tradicionais. A região é detentora do título de uma das sete maravilhas naturais do mundo graças as famosas cataratas de Iguaçu, e inaugurou recentemente o Parque Nacional Iberá, que está prestes a se tornar uma das maiores atrações da Argentina.

Gettyimages
O território abrange as províncias de Formosa, Chaco, Corrientes e Misiones

9°. Golfo de Kvarner (Croácia)
O legado da arquitetura imponente da era dos Habsburgos é visível por Rijeka e Opatija, onde casas antigas de férias refletem a riqueza da época.

Gettyimages
Paraíso fica na baía do Mar Adriático

10°. Amazônia brasileira 
A região cobre a maior parte da Bacia Amazônica da América do Sul, abrangendo 7 milhões de quilômetros quadrados. Percorrer seus rios e afluentes proporcionam vistas e vivências surpreendentes.

Gettyimages
Nove nações dividem o território amazônico, restando ao Brasil a maior porção territorial: 60%

Últimas notícias