*

O governo canadense está buscando pessoas para povoar uma ilha no país. Parece mentira, mas é o que está acontecendo na província de Nova Escócia.

A pequena Ilha Cape Breton (ou, em português, Ilha do Cabo Bretão) tem 10 311 km² de área e cerca de 135 974 habitantes. Entretanto, todos os anos, uma quantidade considerável de cidadãos deixa a província. Desta forma, para diminuir a queda da população no local, a empresa local The Farmer’s Daughter Country Market está buscando novos habitantes dispostos a viverem uma vida simples de vilarejo.

 

“Somos um negócio estável no coração de Cape Breton, ricos em empregos, terras e potencial, mas não temos pessoas. Você é alguém que procura viver uma vida mais simples, perto da natureza e em uma área que ainda acredita em refeições comunitárias e rodas de violão semanais? Não podemos lhe oferecer muito dinheiro, mas prometemos uma vida incrível”, garante o anúncio.

Segundo a “descrição da vaga”, o negócio local é agitado entre maio e dezembro, durante tempos em que a temperatura está mais agradável, mas no inverno a cidade fica mais deserta. Apesar de carregar o estereótipo de país frio, a província de Nova Escócia se diferencia com um clima temperado, graças à sua proximidade com o Oceano Atlântico. No geral, a temperatura média no inverno varia entre 0 e -9ºC, podendo chegar a até -34ºC, enquanto no verão a temperatura média fica entre 21ºC.

A oportunidade de moradia fica no vilarejo de Whycocomagh, “localizado no coração da ilha”, segundo descrição. “É uma área rodeada de belas montanhas e lagos, kayaks, canoas e muita cultura.”

Interessados, devem ter nascido no Canadá, e devem enviar uma carta contando um pouco sobre si, seus interesses e estilo de vida para o e-mail fdaughter@icloud.com. Caso haja uma atração mútua da companhia e dos aplicantes, a mudança acontece rapidamente e um terreno de 2 acres é oferecido para a construção de uma casa ou cabana.

“Além disto, oferecemos completo acesso à nossa fazendinha onde temos todo o tipo de auxílio necessário. Se você ainda estiver trabalhando conosco após cinco anos e ainda gostarmos um do outro, a terra é sua, você poderá migrar e tê-la em seu nome”, completa o comunicado oficial.

Desde a publicação do anúncio, milhares de emails, telefonemas e mensagens foram enviadas por interessados de todo o mundo para as donas da empresa. Mas, infelizmente, eles não podem receber estrangeiros por enquanto. Há muita gente triste com a notícia.



COMENTE

 
canadáMundo

Leia mais: Turismo