Melhores Destinos completa 10 anos: “É possível viajar gastando pouco”

Leonardo Marques comemora o aniversário da empresa, que se tornou referência no segmento e anuncia o lançamento da marca em outros países

atualizado 20/07/2018 15:36

Daniel Ferreira/Metrópoles

Fazer as malas e viajar se tornou um sonho de consumo cada vez mais possível. São inúmeras as ofertas das companhias aéreas, assim como as incontáveis notícias de mochileiros que rodam o mundo gastando pouco e retornam cheios de histórias na mala.

No Brasil, o site Melhores Destinos, parceiro do Metrópoles, tornou-se referência no segmento e é, sem dúvida, um dos grandes responsáveis pelo tráfego de passageiros nos aeroportos. Todos os meses, cerca de 3,9 milhões de visitantes únicos acessam o endereço em busca de ofertas atrativas, totalizando 9,7 milhões de acessos mensais ao portal.

Nesta sexta-feira (20/7), o Melhores Destinos completa 10 anos, sempre sob o comando de Leonardo Marques. Se em 2008 ele era o único responsável por produzir conteúdo e cuidar de toda a parte de tecnologia da informação (TI) – o empresário é formado em ciência da computação pela Universidade Católica de Brasília (UCB) –, hoje o empreendedor conta com 21 colaboradores exclusivos no site, localizados em diversos endereços pelo mundo.

Nós conseguimos mostrar que é possível viajar sem gastar muito, tanto no Brasil como no exterior

Leonardo Marques

IStock

A equipe se divide em duas principais frentes: TI, responsável pelo site e aplicativo; e os jornalistas, separados por “destinos” e “promoções”. Seis destes têm um emprego invejável: viajar o mundo para contar experiências em guias disponibilizados na página de internet – atualmente são mais de 150, com textos e fotos autorais.

A função da equipe de promoções é buscar as melhores ofertas, e para isso não há hora. Uma brasileira que já vivia na Tailândia passou a integrar o time para não perder nenhuma oportunidade. “Ela trabalha no fuso horário contrário ao do Brasil. Então, enquanto as pessoas aqui estão dormindo, ela está lá, de olho nas ofertas”, explica Marques. O mesmo ocorre em Amsterdã, na Holanda.

Leandro orgulha-se do modelo de trabalho que a empresa segue. “Nós temos um escritório, mas a maioria dos colaboradores atua de casa, com horários flexíveis, em um ambiente muito diferente dos empregos convencionais. Seis deles viajam durante todo o ano para escrever sobre as cidades visitadas”, conta.

Em 2015, quando o Metrópoles entrevistou Leonardo, ele afirmou que, apesar de trabalhar com o site, o próprio passaporte não possuía muitas páginas carimbadas. Três anos depois, o empresário garante: a situação não mudou muito. “A minha esposa adora viajar, mas nós não conseguimos fazer muitos passeios, pela falta de tempo. Visitamos um destino internacional por ano”.

A próxima viagem já tem data marcada. Toda a equipe do site e os respectivos familiares vão se encontrar em Lisboa, Portugal, para comemorar os 10 anos da empresa.

IStock
Leonardo e a equipe embarcarão para Lisboa nas próximas semanas

 

Atualmente, o foco de Leonardo é a tecnologia da informação, com avaliação de maneiras de se trazer mais tráfego e novos modelos de receita para o site.

“Conseguimos criar um modelo no qual não vendemos nada. Nós somos rentáveis e conseguimos fazer com que várias pessoas viagem e realizem sonhos”, orgulha-se.

Os comentários do site funcionam como um termômetro para Leonardo. Por lá, ele fica sabendo de casos como o de um usuário que nunca tinha viajado de avião e, ao encontrar uma oferta na plataforma, embarcou para a Europa.

Este vídeo produzido em 2015 mostra alguns relatos:

“No início, eu tinha o desejo de fazer o site crescer, mas nunca imaginei que fosse chegar a essa proporção. Hoje, apesar de ter aumentado tanto, ainda há bastante espaço no mercado”, avalia. O próximo passo é lançar o Melhores Destinos no Chile e na Argentina, ainda no segundo semestre de 2018, com um colaborador em cada país.

Evolução da marca
Essencialmente, o site permanece o mesmo após 10 anos. No entanto, o foco das publicações mudou junto com a procura dos brasileiros. Em 2008, as pessoas buscavam por passagens nacionais. Nesse período, os preços dos tíquetes internacionais caíram e o enfoque mudou. Atualmente, 85% das publicações são com ofertas de bilhetes para o exterior.

A principal mudança, segundo Leonardo, foi a facilidade de reunir um grande número de ofertas em poucos minutos. Inicialmente, a busca era feita manualmente. Hoje, uma ferramenta consegue agrupar cerca de 40 mil combinações de datas e destinos de uma só vez.

“Muitas promoções são feitas com datas casadas. Se um usuário entra no site da companhia e muda a data de partida, por exemplo, o valor é alterado. Com as opções de datas sugeridas, ficou mais fácil garantir a oferta”, explica.

Em 2014, a empresa lançou um aplicativo para facilitar as buscas. Ele notifica os usuários quando uma nova promoção é publicada, ajudando os clientes que só poderiam acessar o site à noite, período no qual muitas ofertas já se esgotaram.

Últimas notícias