Polêmicas e muito mais! Tudo sobre o revival de Sex and the City

Sequência da trama finalmente sairá da gaveta, mas sem uma de suas personagens principais: Samantha Jones (Kim Cattrall)

atualizado 12/01/2021 12:44

sex and the cityReprodução/HBO

Fãs de Sex and the City, ergam seus Cosmopolitans e façam um brinde! A tão aguardada sequência da trama finalmente sairá do papel. A boa-nova foi compartilhada por Sarah Jessica Parker, Cynthia Nixon e Kristin Davis no Instagram, deixando os admiradores de Carrie Bradshaw e sua trupe em polvorosa.

Produzida pela HBO Max, a continuação foi intitulada And Just Like That… e, para tristeza de muitos, não contará com a presença da personagem Samantha Jones, interpretada por Kim Cattrall.

Ainda sem data de estreia, a sequência terá 10 episódios e se passará, claro, em Nova York.

“Cresci com essas personagens e mal posso esperar para ver como suas histórias evoluíram neste novo capítulo, com a honestidade, a pungência, o humor e a cidade amada que sempre as definiu”, declarou a diretora de conteúdo original da HBO Max, Sarah Aubrey.

0
Polêmicas

Não, Kim Cattrall não foi vetada pelos produtores da trama. A decisão de não participar do revival surgiu da própria intérprete de Samantha. O motivo? Disparidade salarial e desavenças com o elenco, sobretudo com Sarah Jessica Parker.

Boatos de que as atrizes não se davam bem — apesar de sua incrível sintonia em frente às câmeras — já circulavam nos tabloides internacionais, mas a rivalidade só foi escancarada recentemente.

Em 2017, Sarah confirmou que um terceiro filme de Sex and the City não iria acontecer, apesar dos rumores indicando o contrário. “Acabou. Estou desapontada. Tínhamos um roteiro lindo, engraçado, comovente, alegre e de fácil identificação”, lamentou a estrela.

De acordo com fontes anônimas do Daily Mail, Cattrall seria a culpada pelo cancelamento do longa. Ela supostamente teria interrompido a produção, pois queria projetos próprios financiados pela Warner Bros em troca de sua participação. No Twitter, Cattrall negou veementemente as acusações: “Acordei com uma tempestade de merda do MailOnline. A única DEMANDA que já fiz foi que não queria fazer um terceiro filme… E isso foi em 2016”.

Durante uma entrevista bombástica ao jornalista britânico Piers Morgan, Cattrall desabafou sobre o caso. “Minha resposta sempre foi um respeitoso e firme ‘não’. Nunca pedi dinheiro, nunca pedi projetos. Ser considerada uma espécie de diva é ridículo”, disse. Ela afirmou, ainda, que as quatro atrizes da série nunca foram amigas.

Sarah definiu as alegações da ex-colega como “perturbadoras”, em uma entrevista em fevereiro de 2018, acrescentando: “Não é assim que me lembro de nossa experiência”.

E a briga entre as duas não parou por aí. Após Sarah escrever um comentário de condolências pela morte do irmão de Cattrall, a atriz decidiu postar uma imagem no Instagram com o seguinte recado: “Não preciso do seu amor ou apoio neste momento trágico @sarahjessicaparker”.

A publicação (ainda ativa) também direciona os leitores ao artigo Por dentro da cultura de ‘meninas malvadas’ que destruiu Sex and the City. O texto do New York Post alega, por meio de fontes anônimas, que Kim foi deixada “na geladeira” por Sarah, Cynthia e Kristin durante a exibição original do programa. Também crava que ela era infeliz por nunca ter alcançado paridade salarial com a interprete de Carrie, apesar do sucesso estrondoso de sua personagem.

Em seu post de divulgação do revival, Sarah respondeu fãs e aproveitou para comentar sobre a polêmica envolvendo Cattrall.

“Ela não marcou Samantha Jones”, observou um internauta. “Elas não gostam uma da outra”, disse uma fã, a quem a atriz rebateu. “Não. Eu não desgosto dela. Eu nunca disse isso. Jamais diria. Samantha não faz parte desta história, mas sempre será parte de nós. Não importa o que fizermos ou onde estivermos”, exclamou.

O que esperar do revival?

Primeiramente, precisamos lembrar que a série original foi lançada em 1998 e durou até 2004, totalizando seis temporadas. A trama ainda ganhou dois filmes, o último em 2010. 

O enredo de Sex and the City sempre foi considerado disruptivo, já que falava abertamente sobre temas que são considerados tabus até hoje, como preconceito contra mulheres no mercado de trabalho, sexo anal e prostituição de travestis. No entanto, pecou (ou não envelheceu tão bem) em alguns pontos, entre eles, representatividade racial.

Os fãs torcem, portanto, para que este novo capítulo traga personagens não brancos em papéis de destaque, dando eco a movimentos como o Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em tradução do inglês).

Os tradicionais diálogos sobre sexualidade feminina da série também são esperados, apesar da ausência de Samantha, dona do maior apetite sexual do grupo.

Teorias

A sequência mal foi anunciada, mas fãs já elaboraram mil e uma teorias sobre ela. Uma delas afirma que o revival começará com a morte de Mr. Big, o par romântico de Carrie, focando na superação e redescoberta da sexualidade após os 50 anos.

Outras afirmam que quem morrerá será Samantha. O funeral dela, conforme supõem alguns internautas, seria o ponto de encontro de suas amigas com uma de suas primas, fogosa e irreverente como a falecida. Assim, seria reestabelecido um quarteto.

O único consenso é que a personagem não deve ser interpretada por nenhuma outra atriz, já que sua figura está totalmente ligada à imagem de Kim Cattrall.

Curiosidades

Sex an the City tem sete Emmys e oito Gloden Globes. A aclamada trama foi inspirada em livro de Candace Bushnell, autora de outras obras de sucessos como Selva de Batom, Quatro Louras e One Fifth Avenue. Carrie Bradshaw, aliás, seria o alter ego da escritora.

R$ 44,87EmpresaComprar

Confira outras curiosidades da trama:

  • Sarah Jessica Parker é a única das quatro protagonistas que, por contrato, nunca apareceu nua nas cenas;
  • A icônica saia de tule que Carrie usa na abertura da série foi comprada por uma pechincha: custou US$ 5, aproximadamente R$ 20;
  • Durante as gravações, Sarah passava cerca de 18 horas usando salto alto;
  • Cinthia Nixon é naturalmente loira. Ela pintou os cabelos de ruivo para interpretar Miranda;
  • Natasha, esposa de Mr. Big na segunda temporada, foi interpretada por Bridget Moynahan. A atriz foi a primeira mulher de Tom Brady, atual marido da “nossa” Gisele Bündchen. Os dois, inclusive, tem um filho juntos, o pequeno John Edward Thomas, de 13 anos;
  • A atriz brasileira Sônia Braga atuou como namorada de Samantha em três episódios da quarta temporada;
  •  Famosa figurinista de Sex and the City, Patricia Field também assinou os looks de O Diabo Veste Prada e Emily in Paris.

Últimas notícias