Ficar menstruada nem sempre é sinal que você não está grávida. Entenda

Sangramentos podem ser confundidos com a menstruação e, por isso, a dúvida é comum. Entenda a diferença

atualizado 14/09/2021 11:58

Pexels/Reprodução

Possivelmente, não há decepção maior para quem está tentando engravidar e notar um sangramento. Por outro lado, a situação pode ser um alívio para quem quer evitar um bebê e pensa: ufa, desceu! Mas, vale o alerta: nem sempre ficar menstruada é garantia de que você não está grávida.

No intuito de tirar algumas dúvidas, conversamos com a ginecologista e obstetra Laura Penteado, diretora clínica da Theia (SP), especializada em gestantes.

Primeiramente, ela explica que é preciso entender, de fato, o que é a menstruação. Segundo a médica, quando a mulher menstrua, o que acontece é uma descamação do endométrio, a camada interna do útero. Isso ocorre em todos os ciclos, quando não há fecundação.

“Em um ciclo reprodutivo normal, essa camada cresce pelo estímulo hormonal e, no dia da ovulação, o endométrio está propício a receber um embrião. Entretanto, se a fecundação não ocorre, esta camada começa a se degenerar e é expelida sob a forma de menstruação. Portanto, este sangramento só ocorre quando não há gestação”, explica Laura.

Se tive um sangramento, não estou grávida?

Nem sempre a afirmação é verdadeira. Isso porque nem todo sangramento é menstruação. Pode haver outros motivos. “A menstruação costuma ter um padrão cíclico, orquestrado pelos hormônios femininos. Sangramentos que podem ocorrer na gestação têm um fator causal e ocorrem desordenadamente no tempo, com intensidades e periodicidades variáveis”, aponta a ginecologista.

Continue lendo no portal BabyHome, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias