Bella Falconi gera polêmica por usar pó de café na chupeta da filha de 2 anos

De acordo com a musa fitness, essa seria uma tática para ajudar a pequena a largar o mordedor

atualizado 26/10/2020 14:10

bella falconi e filhaReprodução/Instagram

A influenciadora digital Bella Falconi chocou os fãs ao revelar a tática que usou para fazer a filha caçula, Stella, de 2 anos, parar de usar a chupeta. Na última sexta-feira (23/10), a musa fitness contou em seu perfil do Instagram que colocou pó de café no bico do mordedor para fingir que baratas tinham defecado no acessório da pequena.

“A saga da barata (pó de café no bico). As meninas sempre foram chegadas no bico (contra minha vontade) e essa ideia do cocô da barata vem passando de geração em geração na família e super funciona! Stella dormiu a primeira noite sem o ‘bubu'”, postou Bella, que também é mãe de Vicky, de 5 anos.

Nas cenas, que já têm mais de um milhão de visualizações, a pequena parece aceitar que seus dias com a chupeta acabaram. “Cocô de barata! Que nojento”, diz. Então, ela mesma pega e joga fora o mordedor. “Acabou bico”, anuncia.

0

O método dividiu opiniões. “Adorei a ideia”, comentou uma internauta. “Essas rupturas abruptas não costumam ser saudáveis”, escreveu outra.

Em entrevista à revista Crescer, a médica Lílian Cristina Moreira, da Sociedade Brasileira de Pediatria, revelou que cada família pode, sim, encontrar seu método para tirar a chupeta das crianças, desde que funcione.

A profissional ainda esclareceu que o uso do mordedor não é recomendado, exceto em casos de crianças que estão em situações especiais, como aquelas que são órfãs ou têm mães que por algum motivo não conseguem amamentar. “A chupeta traz uma confusão de bicos, faz como que a criança tenha dificuldade de ser amamentada e pode ser responsável pelo desmame precoce”, explicou a especialista.

Em situações em que os pais já ofereceram a chupeta para os filhos, segundo a profissional, o ideal é tirá-la antes dos 2 anos de idade. “Um dos principais erros dos pais é retardar a retirada da chupeta. As crianças maiores já têm uma compreensão de que o objeto é comprável. E, nesses casos, falar que a chupeta estragou ou perdeu pode não fazer efeito”, alertou a médica.

Últimas notícias