Irmã médica de Taís Araújo: “Não beijo meu filho há um mês”

Ginecologista, Claudia Araújo trabalha em um hospital público de Brasília

Taís Araújo e irmãInternet/Reprodução

atualizado 08/04/2020 14:13

Como o Metrópoles noticiou, Taís Araújo usou as redes sociais para homenagear a irmã médica, Claudia Araújo, por sua coragem e comprometimento com a profissão em tempos de coronavírus.

Ginecologista, a parente da atriz atende pacientes da rede pública de saúde do Distrito Federal e, por trabalhar exposta, está há um mês sem beijar o filho com receio de infectá-lo com a Covid-19.

“Não saio sem máscara, uso álcool em gel o tempo inteiro. Não temos equipamentos de proteção individual suficientes, então, muitas vezes usamos as máscaras de pano. Não beijo o meu filho tem quatro semanas, não dá para ficar colado como antes”, declarou em entrevista à ÉPOCA.

A profissional revelou que, felizmente, ainda não teve pacientes infectadas pelo vírus. “Ainda não tive nenhuma gestante contaminada, mas todo cuidado é pouco. Estamos reforçando as orientações de isolamento e higiene para preservar as gestantes. Até agora, estamos segurando as pontas, só não sei até quando”, desabafou.

A grande preocupação dela é que as grávidas respeitem o isolamento social, já que a imunidade na fase gestacional é mais baixa que o normal e a maioria de suas pacientes mora em residências pequenas, com muitas pessoas dividindo o mesmo cômodo.

“Tentamos ao máximo isolá-las e, quando possível, [orientamos] para não virem ao hospital”, afirmou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Essa aí de óculos é minha irmã, doutora Claudia Araujo Bottino, ginecologista e obstetra. Tem um consultório em Brasília e também trabalha no SUS, num hospital público, na capital do nosso País. Ela, junto com todos os médicos, enfermeiros, os profissionais da limpeza e todos os que atendem aos hospitais, está no front, combatendo a pandemia de frente. Falamos todos os dias. Sinto o medo na sua voz, mas também sinto tanta coragem, comprometimento e empenho de quem estudou e estuda para cuidar do outro com a certeza da escolha do seu ofício. Hoje ela me mandou essa foto como símbolo de esperança. Eu chorei. Chorei porque achei lindo, chorei de medo, chorei…. Deixo aqui meu respeito aos profissionais que estão nas ruas, seja nos mercados, nas farmácias, no volante, nas entregas, na segurança, nos hospitais. Deixo meu respeito aos garis, aos jornalistas. Deixo meu respeito a quem está no corre e não pode parar. Rezo muitas vezes por dia pra que tudo passe e que consigamos preservar o maior número de vidas possível. A todos vcs, profissionais que estão no front, todo meu respeito e gratidão.

Uma publicação compartilhada por Taís Araujo (@taisdeverdade) em

Homenagem

Segundo Claudia, a dedicatória de Taís veio à tona após o nascimento do filho de uma de suas pacientes.

Ela disse que conversou com a atriz sobre o sentimento de trazer uma criança ao mundo em meio ao caos. O depoimento acabou sensibilizando profundamente a artista, que decidiu aplaudir a irmã por meio da homenagem on-line.

“Trabalhar no Sistema Único de Saúde (SUS) é amor à profissão. São condições muito duras, mas estão todos empenhados e unidos para conseguir ajudar. Medicina é paixão”, concluiu.

Últimas notícias