Guarda da rainha é preso por assédio sexual em “ritual de iniciação”

Dois novos recrutas da tropa de infantaria de elite do exército britânico teriam sofrido assédio sexual em Windsor, segundo investigação

atualizado 23/08/2021 12:21

Getty Images

Dois recrutas da Coldstream Guards, tropa de infantaria de elite do exército britânico, teriam sido assediados sexualmente com um sex toy por um guarda da rainha Elizabeth II, em um “ritual de iniciação”, segundo informações do jornal The Mirror.

O caso teria ocorrido apenas dois dias após a chegada dos novos recrutas ao time de segurança do castelo de Windsor. Após o crime, o guarda foi suspenso. Ele faz parte da tropa responsável por fazer a segurança da residência real da monarca.

0

Ainda segundo a publicação, dados apontam que pelo menos 17 mil membros das Forças Armadas do Reino Unido denunciaram ter sofrido algum tipo de assédio moral, sexual ou de cunho racial no último ano.

Contudo, estudos apontam que cerca de 90% das vítimas não se manifestam porque temem não serem levadas a sério.

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia 

Mais lidas
Últimas notícias