*

Talvez você já tenha visto arranjos de flores, plantas, frutas, legumes e até de penas coloridas em formas nada convencionais na sua timeline. Se não, prepare-se para encontrar nas próximas semanas, porque a tendência do freakebana está decolando e ganhando cada vez mais adeptos por meio da hashtag.

O conceito foi criado pela editora do The Cut, Stella Bugbee. “Freakebana é a arte de arranjo de qualquer coisa, de forma que lembre a tradicional arte japonesa [ikebana], mas substituindo os anos de estudo por um naturalismo novo e inocente”, explicou a americana em um artigo publicado em novembro de 2017.

A editora diz ainda que a intenção é criar o máximo de surpresa – exatamente o efeito obtido em sua conta do Instagram dedicada à tendência. Apesar da ideia ter sido divulgada no ano passado, as pessoas começaram a aderir à prática divertida somente nos últimos meses.

blood🍊freak by @hattiemolloy

Uma publicação compartilhada por Freakebana Life (@freakebana) em


Nas fotos de Stella, os arranjos não são focados em flores, alguns possuem apenas objetos ou legumes. Os vasos e fundos também fazem parte do espetáculo das imagens, às vezes em cores contrastantes, outras em tons neutros.

“Os arranjos de ikebana eram colocados em altares e honravam antepassados”, conta Rodrigo Resende, florista da Magia das Flores e professor de ikebana sogetsu.

O florista afirma que a freakebana não corresponde à ikebana. “O método não é rígido sobre quais flores ou plantas usar. Os arranjos trazem paz e equilíbrio, é uma arte para a alma”, comenta.

Enquanto a ikebana exige anos de estudo para aperfeiçoar o olhar clássico, a freakebana convida qualquer um a participar e pensar em arranjos inovadores. Confira a diferença entre os estilos:



COMENTE

 
decoraçãoarranjo de floresfreakebanaikebana

Leia mais: Decoração