*

O apresentador Ratinho, em entrevista a Mônica Bergamo, publicada neste domingo (3/6) na Folha de S. Paulo, afirmou ter pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – preso em 7 de abril por corrupção passiva e outras acusações relacionadas ao caso do triplex no Guarujá (SP).

Ratinho, que foi vereador duas vezes e deputado federal entre 1991 e 1995, falou sobre o ex-presidente. “Fiquei com dó de Lula. Eu tinha uma afeição muito boa por ele. Não queria que tivesse acontecido isso”, opinou.

Mesmo assim, o apresentador avalia que a prisão foi justa. “Ele [Lula] se envolveu, começou a conversar muito com empresários. A gente vê muita gente da esquerda falando que é contra a privatização, mas o sistema privatizou o país para a Odebrecht”, declarou.

Homofobia
Ratinho refuta as acusações de que seria homofóbico. Em janeiro, o apresentador publicou um vídeo alegando ter muito “viado” nas novelas da Globo. “”Nenhuma televisão pode exagerar em impor isso. Tudo bem, o homossexual existe. Mas a superexposição irrita o telespectador”, argumenta.

“Tá louco? Pelo amor de Deus. Sou totalmente liberal. Quantos homossexuais trabalham comigo ao meu redor? Tenho um carinho especial por eles”, alega Ratinho.



COMENTE

 
lulaRatinhoprisão lula

Leia mais: Celebridades