*

O apresentador do SBT Ratinho voltou a causar polêmica com suas declarações. Dessa vez, criticou a quantidade de casais homossexuais representados nas produções da Globo. “Por que toda novela tem que ter um casal de homossexuais?”, ele questionou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Mas, claro, também garantiu que não é homofóbico: ele trabalha com muitos gays.

Segundo Sol, a atual novela das nove da Globo, protagoniza um casal lésbico, e as últimas duas produções do horário nobre da emissora também tiveram representação homossexual em seus romances. “Só acho que a Globo começou a forçar muito. Nenhuma televisão pode exagerar em impor isso. Tudo bem, o homossexual existe. Mas a superexposição irrita o telespectador”, Ratinho criticou.

“Quando está em um contexto, eu concordo. Senão, discordo”, o apresentador finalizou sua crítica. Também fez questão de esclarecer que é “totalmente liberal”, e que não se considera homofóbico. “Pelo amor de Deus, sou totalmente liberal. Quantos homossexuais trabalham comigo ao meu redor? Tenho um carinho especial por eles”, declarou.

Ratinho explicou sua visão de homofobia, e o motivo pelo qual o termo não se aplica a ele. “Homofóbico é aquele que agride, que não concorda. Acho que tudo tem que ser respeitado. Como eu também tenho que ser respeitado”, explicou.

Ele disse que quem o conhece, sabe que ele respeita todo mundo. “O mundo está muito chato! Você não pode brincar”, reclamou. “Tem sempre um mala te criticando nas redes sociais. Que escreve melhor e te mói. Porque quando quer bater em alguém, você acha argumentos”.