*

Dani Souza, ex-Mulher Samambaia do “Pânico”, falou sobre o preconceito vivido após se casar com o jogador de futebol Dentinho. Em entrevista ao “Programa do Gugu” exibida na quarta-feira (8/11), ela revelou que o craque, atacante do Corinthians na época em que se conheceram, a tirou de “um vazio que sentia”.

Para ela, estar na frente das câmeras do “Pânico” não bastava. No entanto, quando conheceu Dentinho, a moça passou a se sentir completa. “Ficamos um tempo escondidos. Nunca gostei de homens lindos e, para mim, ele era perfeito. A gente teve uma paixão louca e logo casamos”. Foi então que os ataques começaram.

Nas redes sociais, o casal sofria nas mãos dos internautas. “Sofri muito, lia cada coisa… Chorava, nos apedrejaram tanto, falaram tanto da gente”, afirmou. “Hoje sou bem desligada, não leio mais, faz muito mal. Temos uma vida linda, era o que queríamos. Não nos importamos mais com o que as pessoas falam”.

Hoje, ela, o jogador e os filhos, Bruno Lucas, Rafaella e Sophia, moram na Ucrânia, onde Dentinho atua pelo Shakhtar Donetsk. Dani, que hoje é youtuber e dona de uma loja na zona leste de São Paulo, garante que faz viagens regulares ao Brasil, mas diz não confiar na segurança do país. “A gente sai com medo dos carros, de ser assaltada, de sequestro. Aqui [na Ucrânia] nunca tive problema nenhum, ando na rua tranquila”, concluiu.



COMENTE

 
preconceitodentinhoDani Souza