*

Nessa quarta-feira (1º/11), Carolina Ferras, 49 anos, participou do “Programa do Porchat”, na Record, e revelou ter “uma história de vida cheia de tragédias, cheia de lamentos e coisas complexas”.

O pai de Carolina, Ladislau Noel Ferraz, foi morto em Goiânia, em 1982. “Meu pai foi assassinado quando eu era muito nova, tenho um irmão que morreu de Aids quando [a doença] era um tabu… essas são as piores coisas, o resto a gente vai administrando”, disse a apresentadora.

“Ele foi assassinado, mandaram matar meu pai com seis tiros, três na cabeça. O problema não é a corrupção, ela existe em qualquer lugar do mundo, o problema é a impunidade. Todo mundo sabia quem matou meu pai, mas a pessoa, porque o país é corrupto, conseguiu se libertar disso sem sequelas”, conta, dizendo o desfecho do assassino.”Essa pessoa teve um câncer e morreu, e perdeu dois filhos. Eu não desejo mal a ninguém, o carma veio”.

Atualmente, ela apresenta o “Receitas de Carolina”, exibido no canal GNT. “Nunca imaginei que o programa fosse fazer sucesso. Durante as cinco temporadas foi a maior audiência em São Paulo e a segunda do canal”, relatou.



COMENTE

 
Carolina Ferraztragédias