Sem alicate! Conheça a cutilagem russa, nova técnica de fazer as unhas

O método, que acaba de aterrissar em salões brasilienses, utiliza brocas para retirar as cutículas de maneira segura e eficaz

atualizado 19/06/2019 18:31

George Mdivanian / Getty Images

A cutilagem russa mal desembarcou no Brasil e já vem dando o que falar. A técnica, que abole o uso de alicates na hora de remover as cutículas das unhas, tem revolucionado o universo da manicure e causado frisson nos salões, inclusive os brasilienses.

O protocolo envolve uma lixa elétrica, como uma broca, que faz o polimento da cutícula sem o risco de ferimentos. O método pode ser feito nas unhas das mãos e dos pés e é seguro o suficiente para pacientes oncológicos e diabéticos.

O especialista em unhas Elvis Gouveia afirma que esse tipo de tratamento não é apenas uma tendência passageira. “Por ser mais higiênica e proporcionar um efeito prolongado, a técnica veio para ficar”, diz.

De acordo com ele, um dos segredos da metodologia é não utilizar os famosos banhos de água, que ajudam a amolecer a pele para a retirada do excesso com o alicate. “A estrutura da unha já é rica em água. As borrifadas são inúteis e acabam acelerando o crescimento da cutícula”, revela.

Elvis ainda salienta que o procedimento a seco é ideal para a esmaltação em gel, mais duradoura e brilhante que a convencional. “Ao aliar a cutilagem e a esmaltação em gel, a promessa é a de 15 dias de unhas perfeitas”, garante.

George Mdivanian / Getty Images
O método garante unhas livres de cutículas por 15 dias

Recém-chegada à capital, a novidade pode ser encontrada no Nord Nails, na QI 9/11 do Lago Sul. O salão foi inaugurado há cerca de um mês e é comandado por Anastasia Kozhukhovskaya e Elina Zhabrailova, amigas russas que se mudaram para a cidade há anos, mas que nunca se adaptaram à manicure brasileira.

“Em nosso país, costumamos dizer que a unha é o cartão de visitas da mulher. Por isso, é importante para nós estarmos com as cutículas bem alinhadas e livre de machucados”, conta Anastasia. “Para suprir uma necessidade nossa e disseminar o potencial da cutilagem, resolvemos trazê-la a Brasília”, complementa.

Para treinar a equipe, as sócias convocaram uma educadora russa. “Ela veio dar um curso de um mês às manicures. Além da cutilagem, as profissionais aprenderam personalização de unhas e esterilização cirúrgica das brocas”, relata.

O serviço completo oferecido no Nord Nails (cutilagem + esmaltação em gel) demora duas horas para ser concluído e custa R$ 150 a mão e R$ 180 o pé, com direito a lixação do calcanhar.

0

Outra esmalteria que aderiu a cutilagem foi a Kutíkulas, com unidades na 303 Norte e 308 Sul. O estabelecimento funciona desde 2017, mas oferece a metodologia há uma semana.

“A nossa proposta é trazer inovação para as clientes. Por essa razão, estamos a todo o instante pesquisando o que há de mais novo no mercado. A manicure russa estava em nosso radar já há algum tempo e é uma alegria podermos oferecer o serviço”, declara Karina Vianna, à frente da espaço.

A cutilagem e a esmaltação em gel do Kutíkulas saem por R$ 130 a mão e R$ 150 o pé. A duração do procedimento também é de duas horas.

0

Últimas notícias