Saiba como decorar ambientes gourmets e ter um espaço de chef profissional

A estrutura do ambiente gourmet deve emanar relaxamento e diversão, além de ser resistente para aguentar o calor, fumaça e gordura

atualizado 06/11/2020 19:49

Maura Mello/Reprodução

Assim como todos os outros ambientes domiciliares, a cozinha e a varanda ganharam novos significados durante a quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus. Quando “gourmetizados”, esses espaços são capazes de proporcionar o desfrute de equipamentos e estrutura profissionais aos cozinheiros amadores, além de serem ainda melhores para a apreciação de pratos, degustação de bebidas e de momentos no conforto do lar.

De acordo com dados do Google Trends, o termo “gourmet” segue em constante crescimento no Brasil. A busca por “área gourmet” aumentou consideravelmente. Apenas para se ter uma ideia, a procura por espaços desse tipo com piscina teve alta de 160%.

Diversos, os ambientes com essa finalidade se configuram conforme o desejo dos moradores. Integrados com cozinhas, salas de estar ou voltados para áreas de lazer, o projeto pode trazer desde a tradicional churrasqueira até fornos à lenha, cooktops, adegas, cervejeiras, chapas e gavetas aquecidas. Segundo a arquiteta Paula Passos, sócia no escritório Dantas & Passos Arquitetura, tudo depende, de fato, do sonho do cliente.

Estrutura

Além de criativo, o décor precisa ser prático e funcional, ou seja, deve emanar relaxamento e diversão e, ao mesmo tempo, ser resistente para aguentar o calor, fumaça e gordura. Junto aos equipamentos inerentes à cozinha, é primordial haver coifas para absorver os odores e evitar estragos na decoração.

Tanto os armários quanto eletrodomésticos devem ser escolhidos pensando na facilidade da higienização, favorecendo a rotina do chef amador.

A mesma regra vale para o piso. Quem nunca deixou cair algum molho ou outro prato no chão que atire a primeira pedra. Embora seja corriqueiro na rotina da cozinha, não é necessariamente agradável. Por isso, para não ter o chão marcado, a melhor opção de piso é o porcelanato. O revestimento promove facilidade para limpeza e oferece diversos estilos, incluindo o antiderrapante, ideal para ambientes externos.

0

O móveis, por sua vez, devem unir a função decorativa e de conforto. Escolha mobília planejada. Se tiver espaço, pode-se pensar em uma bancada e adicionar itens como uma churrasqueira e forno de pizza. Uma adega ou uma cervejeira localizada longe do calor, também pode ser uma boa pedida.

“Uma mesa com cadeiras ou bancos encostados em uma ilha fica bastante funcional. Também é possível ter essa mesma ilha com mesa e banquinhos no mesmo ambiente, para que o cozinheiro não fique isolado”, explica Paula.

A iluminação do ambiente, por sua vez, deve ser dimensionada de forma ampla para se destacar nos eventos noturnos. Em linhas gerais, pode ser composta por luzes suaves e indiretas para trazer um toque mais acolhedor.

Novos ares

Caso não haja espaço dentro do apartamento para a área gourmet, a varanda pode ser a solução. Apesar de ser frequentemente utilizada apenas como miniquintal e para apreciar a vista do bairro, o ambiente oferece um vasto potencial de gourmetização. Com a tendência dos ambientes integrados, a área tem sido chamada de “novo living”.

Segundo a arquiteta Erika Mello, sócia no escritório Andrade & Mello Arquitetura, as mudanças de uso refletem o desejo dos moradores de ter espaços maiores. “Quando trabalhamos a integração da varanda, ampliamos uma área da casa. E como o ambiente, por si só, não tem a necessidade da limitação de paredes, proporciona uma sensação mais agradável”, explica a arquiteta.

A transformação de uma simples varanda em um espaço gourmet engloba elementos de cozinha e a aplicação de uma tela solar ou película de vidro. Assim, é possível fazer a proteção do ambiente e a utilização em qualquer clima. Faça chuva ou faça sol, o espaço gourmet estará apto para receber os melhores pratos e sabores no conforto do lar.

Últimas notícias