Reconstrução da Catedral de Notre-Dame, em Paris, será idêntica à original

O governo francês decidiu que o monumento será refeito exatamente igual ao “último estado visual conhecido” antes do incêndio

atualizado 15/07/2020 13:28

DeAgostini/Getty Images

A Catedral de Notre-Dame, em Paris, será reconstruída de modo idêntico ao que era antes do incêndio, em abril de 2019. O governo francês decidiu, por meio de projeto de lei, que não haverá mudanças na arquitetura do monumento. O presidente do país, Emmanuel Macron, afirmou que será igual ao “último estado visual conhecido”.

Após o ocorrido, surgiu um debate sobre como a torre deveria ser reconstruída. Arquitetos e designers de todo o mundo propuseram projetos contemporâneos e intervenções modernas no novo visual. O primeiro-ministro da França, Édouard Philippe, chegou a realizar competição internacional para escolher o melhor modelo arquitetônico para a reconstrução da Catedral.

No entanto, o assunto foi encerrado com o projeto de lei do Senado francês, que defende a tradição e conservação da história. A reconstrução completa deve ser finalizada em 2024, ano em que deve acontecer as Olimpíadas da França. As datas não levam em consideração a pandemia do novo coronavírus, fato que pode gerar mudanças não previstas nesse calendário. Especialistas também consideram o prazo muito curto, tendo em vista a dimensão da Catedral.

0

O incêndio na Catedral ocorreu em 15 de abril de 2019 e levou mais de nove horas para ser apagado. A causa do incidente ainda não foi confirmada pelas autoridades francesas, mas especula-se que aconteceu devido a reformas mal-sucedidas, ausência de extintores e demora na identificação do incêndio. A torre possuía 90 metros de altura e foi construída originalmente em 1859.

Últimas notícias