CASACOR Brasília: 3 tendências que marcam os 30 anos da mostra no DF

A exposição fica aberta ao público até 3 de novembro na Arena BRB, no Estádio Mané Garrincha. Confira o que está em alta e inspire-se

atualizado 29/09/2022 13:40

Casacor Brasília - decoração - arquitetura Reprodução/Edgar Cesar

A CASACOR, considerada a maior mostra de arquitetura e decoração das américas, comemora três décadas em Brasília este ano e reúne as tendências para 2023. Para fazer um panorama do que está em alta no evento, o Metrópoles separou algumas apostas da exposição, que conta com mais de 80 profissionais e tomou conta da Arena BRB, no Estádio Mané Garrincha, em 2022. 

Linhas curvas

Casacor Brasília - decoração - arquitetura
A Suíte Mozzafiato, do escritório Relato, dos sócios Ana Karolina e Pedro Henrique Ferreira, explorou o uso das curvas

havíamos revelado anteriormente que as curvas poderiam ser a aposta da CASACOR Brasília este ano e não foi diferente. O formato curvilíneo traz à tona essa sensação de “infinito”, proposta no tema, e conforto aos ambientes da mostra.

“Durante anos, o ícone curvilíneo foi usado em diferentes ambientes das casas mas, agora, volta misturado com itens presentes em todos os cômodos do lar, trazendo à tona a presença de espaços aconchegantes e plurivalentes”, destaca Juliana Oliveira, uma das responsáveis pelo ambiente Studio Cerchio.

Casacor Brasília - decoração - arquitetura
As arquitetas Ana Zinato e Juliana Oliveira, do escritório Olzi Arquitetura, assinaram o projeto do Studio Cerchio em parceria com a arquiteta Caroline Kraft, do CK Arquitetura

”A gente quis trabalhar a simplicidade, o conforto e a organicidade, além de trazer um pouco daquilo que remete ao tema de infinito. Por isso, tiramos um pouco dos cantos para trazer essa sensação de espaço sem fim. Apesar de não ser um local muito grande, o ambiente consegue comportar tudo e evocar sensação de conforto”, explica a arquiteta Ana Luísa Zinato, à frente da Olzi Arquitetura.

Regis Velasquez/Especial Metropoles
O uso das curvas, pontua Carolina Kraft, também traz referência do Salone del Mobile Milano. “As principais tendências e diferenciais do nosso espaço são as formas que desenham o lugar”, explica.
Casacor Brasília - decoração - arquitetura
Aqui, as formas circulares podem ser observadas em peças decorativas e também na torneira da cuba

Cores neutras

O ano de 2022 trouxe o amplo uso de tonalidades neutras para a exposição. Com o intuito de proporcionar conforto e aconchego aos ambientes, os profissionais deram preferência para o uso de cores terrosas, cinza e diferentes tons de branco.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

O arquiteto Thales Zago, à frente do ambiente Stúdio Zago na mostra, foi um dos expositores que investiu nessa premissa. O uso de marrom e alaranjado aparece nas paredes, mobília e decoração do estúdio de 43 metros quadrados.

“Os tons suaves e naturais da decoração e a banheira convidam à calmaria. Todas as escolhas refletem bem a preocupação com os detalhes para criar essa atmosfera de bem-estar e pertencimento. Livros e obras de arte de seu acervo particular ganham destaque no ambiente”, explica o profissional.

A escolha por tons mais claros também se torna uma estratégia para deixar os ambientes mais confortáveis e menos “enjoativos”. “Eu acredito que você tem mais vontade de permanecer no espaço quando ele é mais claro, pois traz mais conforto. Além disso, os tons neutros permitem que o ambiente seja alterado facilmente”, completa Ana Luísa, em entrevista ao Metrópoles.

Espaço com tons neutros na CASACOR Brasília deste ano

Verde é a cor mais quente

Apesar desses tons mais calmos predominarem, houve, paralelamente, um predomínio do verde.  A  cor esverdeada chama atenção em alguns espaços nas texturas, azulejos, mobília ou com as plantas.

Casacor Brasília - decoração - arquitetura
O ambiente Suíte de Hotel, da arquiteta Ana Paula Onzi, utiliza azulejo verde na parede e banheira com formato circular

“O verde entra no ambiente para complementar essa base neutra e se torna o toque de cor em destaque no espaço, algo que julgamos imprescindível”, revela a arquiteta Ana Paula Onzi, responsável pela criação da Suíte de Hotel.

Casacor Brasília - decoração - arquitetura
Nesse ambiente, o destaque vai para o sofá de couro com tom esverdeado e vidro de cor parecida com a estante
Casacor Brasília - decoração - arquitetura
A arquiteta Maria Araujo apostou em mobília de cor branca e utilizou o verde das plantas para criar pontos de cor no ambiente feito por ela
Casacor Brasília - decoração - arquitetura
Por aqui, o verde foi explorado nas almofadas e manta que decora o sofá de cor cinza

Mais lidas
Últimas notícias