Vacina alemã Curevac contra Covid-19 começa última fase de testes clínicos

Imunizante utiliza a mesma tecnologia da vacina produzida pela farmacêutica Pfizer/BioNTech, aprovada para uso emergencial em seis países

atualizado 14/12/2020 13:22

O laboratório alemão Curevac anunciou, nesta segunda-feira (14/12), que iniciou a terceira fase de testes clínicos de sua vacina contra o coronavírus em larga escala. A ideia, conforme comunicado da empresa, é envolver 35 mil voluntários tanto em países da Europa como da América do Sul.

Considerada como uma das mais promissoras candidatas europeias à imunizante contra a Covid-19, a vacina também usa a nova tecnologia do RNA mensageiro, a mesma utilizada pela Pfizer/BioNTech na vacina já autorizada para uso emergencial em seis países e pela norte-americana Moderna.

“Esperamos que este estudo também demonstre a eficácia da tecnologia de mRNA”, disse ainda em nota a Curevac, que está unindo a reta final da segunda fase de testes (feita com 600 pessoas no Panamá e no Peru) com a última etapa para acelerar o processo de estudo. Os resultados da fase intermediária devem ser publicados até o fim deste mês.

A Comissão Europeia já fechou contrato de compra de 405 milhões de doses do imunizante – 225 milhões de doses iniciais e 180 milhões de adicionais em caso de comprovação de resultados.

0

Últimas notícias