Variante Ômicron se replica melhor no nariz das crianças, diz estudo

Estudo australiano descobriu que a variante é melhor que as anteriores para infectar e se replicar nas células nasais das crianças

atualizado 03/08/2022 15:10

Fotografia colorida de Criança doente febrePixabay

Pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, descobriram que a variante Ômicron do coronavírus se replica melhor nas células do nariz das crianças do que as cepas anteriores.

A descoberta, publicada esta semana na revista científica PLOS Biology, ajuda a explicar por que o número de infecções pediátricas foi maior durante a atual onda da pandemia em comparação às anteriores.

Os cientistas avaliaram o comportamento de três variante do vírus – a original, a Delta e a Ômicron – em contato com células epiteliais nasais primárias (NECs) de 23 crianças e 15 adultos saudáveis em testes de laboratório.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
0

Eles descobriram que o vírus original se replica em níveis significativamente mais baixos nas células que revestem os narizes das crianças em comparação com as de adultos. No entanto, esse comportamento mudou com a Ômicron.

As defesas antivirais presentes nos narizes das crianças é menos acentuada para a Ômicron, de acordo com os pesquisadores. A variante também se reproduziu com mais facilidade nessas células em comparação com a Delta e a versão original do vírus, aumentando o risco de infecção.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias