Vacinas contra Covid-19 são seguras para grávidas, aponta estudo

Estudo de "mundo real" entre grávidas vacinadas no Reino Unido mostra que imunizante é seguro e eficaz para o grupo

atualizado 25/11/2021 21:02

Gustavo Alcantara / Metropoles

Um estudo de “mundo real” da Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido (UKHSA, na sigla em inglês) mostra que as vacinas contra a Covid-19 são seguras para as mulheres grávidas e não estão associadas ao aumento das taxas de complicações da mãe ou bebê.

“Todas as mulheres grávidas que ainda não foram vacinadas devem se sentir confiantes para receber a vacina. Isso ajudará a prevenir as consequências graves de contrair Covid-19 durante a gravidez”, disse a doutora Mary Ramsay, chefe de Imunização do UKHSA.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

O resultado é baseado em dados da campanha de vacinação do país e mostrou não haver diferenças relevantes nas taxas de natimortos entre as gestantes vacinadas e não vacinadas, com taxas de 3,35 por mil contra 3,60 por mil, respectivamente.

Também não foram observadas diferenças substanciais nas taxas de nascimentos de bebês com baixo peso ao nascer ou na proporção de nascimentos prematuros entre os dois grupos. A proporção de mulheres que deram à luz prematuramente foi de 6,51% entre as vacinadas, contra 5,99% para mulheres não vacinadas.

O ministério da Saúde do Reino Unido tenta vacinar todas as mulheres grávidas do país com o argumento de que o risco de ser infectada pelo novo coronavírus e desenvolver a doença é superior a qualquer evento adverso da vacina. (Com informações da Agência Reuters)

Mais lidas
Últimas notícias