Vacina da gripe e da Covid-19 ao mesmo tempo: tire suas dúvidas

Campanha de imunização da influenza começa na próxima semana. Grupos prioritários devem estar atentos para intervalo entre as doses

atualizado 07/04/2021 20:44

vacina sendo aplicadaOsnei Restio/Prefeitura de Nova Odessa

Na próxima segunda-feira (12/4), o Ministério da Saúde dará início à campanha de vacinação em massa contra a gripe. Ao mesmo tempo, segue a imunização contra a Covid-19. Apesar de as duas vacinas serem diferentes, pessoas que fazem parte dos grupos prioritários devem estar atentas para algumas particularidades.

Para evitar confusão, o governo federal decidiu começar a imunização da gripe pelo grupo que inclui crianças, gestantes, puérperas, indígenas e profissionais de saúde. Idosos e professores devem ser vacinados a partir de 11/5 e, entre 9/6 e 9/7, entram as pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, trabalhadores do sistema rodoviário, portuário, caminhoneiros, forças de segurança, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade a partir de 12 anos.

Caso chegue a vez do paciente tomar a vacina de Covid-19 ao mesmo tempo de receber a imunização contra gripe, a indicação é dar prioridade para a fórmula que protege contra o coronavírus. É preciso esperar um intervalo de 14 dias entre uma vacina e outra. Caso a data da vacina da gripe seja entre as doses do imunizante contra a Covid-19, a indicação é fazer o esquema completo da vacina contra o coronavírus e esperar para receber depois a vacina da influenza.

Ana Rosa dos Santos, infectologista e gerente médica do Sabin Imunização, explica que a vacinação contra influenza deve ser realizada mesmo durante a pandemia. Também ressalta a importância das pessoas estarem com todas as outras vacinas em dia.

“É essencial cuidarmos da saúde em um momento de crise sanitária. Com mais pessoas imunizadas contra a influenza, podemos reduzir internações de quadros graves de infecção respiratória, deixando o sistema de saúde focado no tratamento dos pacientes com o Sars-CoV-2”, afirma a especialista.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias