Vacina contra Covid-19 entra na fase final com testes na Arábia Saudita

A farmacêutica CanSino Biologics, da China, anunciou que iniciará ensaios clínicos com 5 mil voluntários em breve

atualizado 10/08/2020 11:58

vacina Corono no Hospital das Clínicas de São Paulo.Governo do Estado de São Paulo

A empresa chinesa CanSino Biologics se prepara para iniciar a fase 3 dos testes clínicos de sua candidata à vacina contra a Covid-19, a Ad5-nCOV, na Arábia Saudita. De acordo com o governo local, 5 mil voluntários participarão do estudo nesta etapa.

O método de imunização desenvolvido em parceria com a unidade de pesquisa militar da China usa o adenovírus tipo 5 (Ad5), um vírus do resfriado, para transportar material genético do Sars-CoV-2 para o organismo das pessoas. O intuito é produzir defesas prévias ao vírus.

De acordo com os cientistas, estudos preliminares indicam que a vacina é segura e capaz de induzir boa resposta imunológica. Nesta fase 3 – última etapa antes do registro de um medicamento -, os pesquisadores aplicarão a injeção em voluntários de Meca, Riade e Dammam.

Com o anúncio, a vacina da CanSino se junta ao grupo das pesquisas mais avançadas e próximas da conclusão. Duas delas estão em curso no Brasil: a da Sinovac Biotech e da Universidade de Oxford com a biofarmacêutica AstraZeneca.

Um dos cofundadores da empresa afirmou em julho que a CanSino estava em negociações também com os governos do Brasil, Chile e Rússia para a última etapa de testes. (Com informações de agências internacionais)

0

 

 

 

Últimas notícias