Técnica de enfermagem do RJ é indiciada por falsa aplicação de vacina

Rozemary Gomes Pita, 42 anos, vai responder criminalmente por infração de medida sanitária e peculato culposo

atualizado 18/02/2021 11:33

Socorristas e enfermeiras do Samu, tomam vacina contra a covid-19 em sao paulo 16Fábio Vieira/Especial Metrópoles

A técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita, 42 anos, suspeita de simular a aplicação de uma dose da vacina contra a Covid-19 em um idoso na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, foi indiciada criminalmente nessa quarta-feira (17/2). Ela vai responder pelos crimes de infração de medida sanitária e peculato culposo.

Na última quinta-feira (11/2), a família do idoso de 90 anos filmava o momento em que ele deveria receber a dose no imunizante em um posto drive-thru na Universidade Federal Fluminense (UFF). O vídeo mostra o momento em que a profissional de saúde fura o braço do aposentado com a seringa, mas sem empurrar o êmbolo para que o líquido fosse injetado.

Ela foi demitida no dia seguinte à divulgação do vídeo que rapidamente viralizou nas redes sociais.

Durante o depoimento, a técnica de enfermagem foi questionada pelo delegado Luiz Henrique Pereira, 76ª DP (Niterói), o motivo de ter simulado a aplicação, mas Rozemary não soube explicar a razão de não ter pressionado e êmbolo da seringa, e acrescentou que nunca tinha cometido falha semelhante. Ela alegou cansaço e disse ser uma profissional experiente, com atuação na área de saúde há dez anos.

A coordenadora da Fundação Estatal de Saúde, onde Rozemary trabalhava, e o genro do idoso responsável pelo vídeo do momento da vacinação também foram ouvidos pela polícia. Ele disse que chegou a questionar a técnica de enfermagem se ela tinha aplicado a dose, mas Rozemary não respondeu.

Ao menos quatro casos de falsa vacinação foram registrados no Brasil até quarta-feira (17/02). Eles ocorreram no Rio de Janeiro, Goiás e Alagoas.

0

 

Últimas notícias