Suspeita de coronavírus isola 6 mil passageiros em navio

Mulher apresentou sinais da doença e foi isolada junto com o marido. Viajantes só serão liberados após resultados de exames

atualizado 30/01/2020 17:13

Divulgação

Cerca de 6 mil passageiros estão presos em um navio de cruzeiro italiano após a suspeita de que uma mulher tenha contraído o coronavírus. Segundo o jornal Mirror, o Costa Smeralda é mantido perto de Civitavecchia, a aproximadamente 55 km de Roma.

A mulher é uma chinesa de 54 anos que começou a exibir sintomas do vírus que matou 170 pessoas e infectou mais 7 mil em todo o mundo.

0

Ela e o marido foram imediatamente colocados em isolamento e equipes médicas já iniciaram os testes para identificar o coronavírus, segundo o jornal Corriere della Sera.

A mulher, que não foi identificada, teria entrado em contato com médicos a bordo do navio na noite de quarta-feira (29/01/2020), dizendo que estava com febre e sofria de problemas respiratórios.

Os resultados dos testes devem ser divulgados ainda nesta quinta. Enquanto isso, mais de 6 mil pessoas estão proibidas de deixar a embarcação.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram vários passageiros nos corredores, cercados por malas, e aguardando definição sobre quando poderão ir embora.

O navio Costa Smeralda fez a primeira viagem em dezembro e estava no último dia de um cruzeiro iniciado em Civitavecchia em 23 de janeiro.

A embarcação fez paradas em La Spezia, Savona, Marselha, Barcelona e Maiorca, quando foi barrado em Civitavecchia.

Informações preliminares dão conta que o casal pode ter embarcado em Savona em 25 de janeiro, após ter voado de Hong Kong para o Aeroporto Internacional de Milão no mesmo dia.

Últimas notícias