Shampoo a seco: uso pode trazer problemas para o cabelo?

Produto, oferecido na forma de spray, não tem a função de limpar o cabelo, apenas de deixá-lo com um aspecto menos oleoso

atualizado 18/11/2021 19:01

cabelo-shampoo-a-seco-alisamentoGetty Images

O shampoo a seco consegue absorver a oleosidade da raiz dos fios por conta das substâncias químicas em sua composição. O produto, oferecido na forma de spray, não tem a função de limpar o cabelo, apenas de deixá-lo com um aspecto menos oleoso.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Fabiane Andrade Mulinari Brenner, é importante manter a rotina de lavagem do cabelo e utilizar o shampoo a seco apenas ocasionalmente, para estender a limpeza por um ou dois dias. A orientação é utilizar o shampoo em pequenas quantidades nas áreas mais oleosas.

Embora o shampoo a seco seja útil, os especialistas alertam que o uso contínuo promove o depósito de substâncias sólidas nas cutículas dos cabelos e no couro cabeludo, podendo gerar coceiras ou causar dermatite alérgica. “O shampoo, se usado diariamente, pode causar uma dermatite de contato ou piorar uma seborreica”, explica Fabiane.

A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa descamação, vermelhidão e caspa no couro cabeludo. Ela também pode ocorrer em áreas da face, como as sobrancelhas e os cantos do nariz, bem como nas orelhas. As substâncias do shampoo à seco obstruem ainda mais o couro cabeludo, o que agrava a dermatite seborreica.

Outro problema é que o shampoo desestimula a higienização do cabelo, deixando a região  propícia ao aparecimento de bactérias que podem ser patogênicas.

Mais lidas
Últimas notícias