banco de imagem ampola e seringa teste variola macaco monkeypox saude doença

Reino Unido vê primeiros sinais de estabilidade da varíola dos macacos

Autoridades de saúde recomendam, desde junho, que as pessoas com maior risco de exposição à doença sejam vacinadas contra o vírus monkeypox

atualizado 06/08/2022 22:14

banco de imagem ampola e seringa teste variola macaco monkeypox saude doençaVinícius Schmidt/Metrópoles

A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA, na sigla em inglês) informou, nessa sexta-feira (5/8), que observa os primeiros sinais da queda da transmissão do vírus causador da varíola dos macacos (monkeypox).

A Inglaterra foi o primeiro país a registrar casos da doença fora da África, em maio. Atualmente, existem 2.859 casos confirmados e altamente prováveis.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

As autoridades de saúde do Reino Unido recomendam desde junho que as pessoas em maior risco de exposição ao vírus sejam vacinadas. Os dados mais recentes mostram que a redução de novos diagnósticos está levando à estabilidade do surto.

Mas a diretora de Infecções Clínicas e Emergentes da UKHSA, Meera Chand, foi cautelosa ao fazer o anúncio. “Embora os dados mais recentes sugiram que o crescimento do surto diminuiu, não podemos ser complacentes”, disse em comunicado.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias