metropoles.com

Mulher que pensava estar obesa tinha cisto de 5 quilos no ovário

Italiana de 52 anos teve drenado de seu corpo mais de 37 litros de fluidos acumulados no cisto. Caso foi descrito em revista científica

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/American Journal of Case Reports
Mulher achava que estava obesa mas descobriu que tinha um cisto de ovário de 5kg
1 de 1 Mulher achava que estava obesa mas descobriu que tinha um cisto de ovário de 5kg - Foto: Reprodução/American Journal of Case Reports

Uma mulher italiana de 52 anos acreditava que estava obesa, mas descobriu que tinha um cisto gigante em seu ovário. O tumor tinha 5 quilos e cerca de 40 centímetros de diâmetro.

Na cirurgia para a retirada do tumor, que era benigno, os médicos drenaram cerca de 37 litros de um fluido amarronzado que havia se acumulado na barriga da mulher.

O peso acumulado pelo cisto e o fluido sugeria que ela tinha um grau 3 de obesidade. Quando entrou no centro cirúrgico para fazer a retirada do cisto, ela estava com 123 quilos. Após a operação, o peso dela baixou para 70 quilos.

A mulher ficou 10 anos sem ir ao médico acreditando que estava ganhando peso com a idade. Solteira e virgem, nunca imaginou que pudesse haver algum problema com seu sistema reprodutor, já que vinha menstruando regularmente.

O caso dela foi publicado em um artigo no American Journal of Case Reports em 21/6. O estudo detalhou o complexo processo montado para ajudar a mulher a eliminar o tumor.

“Na medicina moderna é raro encontrarmos um cisto de ovário de tais dimensões, já que a maioria dos casos é identificado em exames ginecológicos de rotina”, disseram os médicos no artigo.

Como ela descobriu o cisto?

Não havia histórico de cisto de ovário na família da paciente. Ao passar por um exame de sangue, foram identificados várias proteínas circulando em seu corpo que sugeriam a presença de um tumor, o que a levou a fazer um ultrassom.

Ao descobrir o cisto de ovário, uma equipe com oncologistas, cirurgiões plásticos, cardiologistas e anestesiologistas foi montada para planejar uma estratégia para salvar a mulher. Havia alto risco de que ela morresse durante a cirurgia.

0

A operação durou quase sete horas e foram necessárias seis bolsas de sangue para manter a paciente estável durante o procedimendo. Apesar do tamanho do cisto, nenhum órgão ao redor foi afetado pelo tumor.

Após a drenagem, uma cirurgia plástica foi feita para retirar o excesso de pele. Cerca de 12 quilos de pele e tecido muscular foram retirados.

Depois da cirurgia, ela ficou 30 dias internada e passou por diálises e terapias para tratar infecções ginecológicas. Também foi necessária uma fisioterapia para reacomodar seus órgãos no interior de seu corpo. Ela passou por tratamento quimioterápico e depois de 2 anos deixou de ter sinais do tumor em seu corpo.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações