Machucou? Saiba se deve usar compressas com gelo ou água quente

A temperatura da água deve variar de acordo com o tipo de tratamento a ser executado pois ela causa efeitos diversos. Saiba mais

atualizado 09/05/2019 17:29

Kenny wong, Unsplash

O uso caseiro de compressas pode ajudar bastante a acelerar um processo de recuperação depois de uma pancada, por exemplo. No entanto, você sabe diferenciar quando é melhor usar o gelo e quando se deve recorrer à água quente? A resposta correta depende do tipo de dor que você está sentindo.

O gelo diminui o fluxo sanguíneo da região afetada, ajuda a desinchar e tem efeito analgésico, que se inicia aproximadamente depois de cinco minutos de uso. Sendo assim, compressas de gelo podem ser usadas após vacinas, em caso de dor de dente, pancadas no joelho ou quedas e para amenizar o cansaço muscular depois de atividades físicas.

As bolsas de gelo são um método simples e rápido para ajudar no tratamento. No caso das compressas frias, basta aplicar na região dolorida durante 15 a 20 minutos.

Se a dor for muscular, dores nas costas e na barriga, por exemplo, o desconforto é aliviado com uso de compressas quentes. As bolsas de água quente também servem para minimizar hematomas, cólicas menstruais, espinhas, furúnculos e torcicolos. Nesses casos, a água quente promove a dilatação dos vasos sanguíneos e diminui a tensão muscular, promovendo o relaxamento.

A compressa morna pode ser utilizada de 3 a 4 vezes ao dia, durante 15 a 20 minutos, mas deve sempre estar enrolada numa fralda de pano ou em outro tecido fino para que não queime a pele. No caso de pessoas com febre, as bolsas quentes não são recomendadas porque ajudam a elevar a temperatura do corpo.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Mais lidas
Últimas notícias