Andar descalço e exercitar o pé podem ajudar a evitar dores no joelho

O uso contínuo de sapatos fechados ajuda a enfraquecer os músculos e deixa as articulações sem movimento

atualizado 24/01/2019 20:41

Getty Images

Mesmo quem pratica atividade física regulamente pode estar deixando de exercitar importantes músculos. Os pés, por exemplo, são frequentemente negligenciados, mas não deveriam ser. Ao fortalecer as extremidades do corpo, pode-se evitar lesões e dores no joelho, na lombar e no quadril.

“Deveríamos dar mais importância ao pé porque ele sustenta o corpo”, explica o profissional de educação física Leo Peleja. Segundo o especialista, o uso contínuo de sapatos fechados tendem a deixar os músculos da região enfraquecidos e as articulações sem movimento. No caso das mulheres, o efeito pode ser ainda mais desastroso, por que elas usam calçados de diferentes formatos.

O fisioterapeuta Ravi Alves Ulian também condena o uso excessivo de sapatos. “Aprendemos cedo a proteger o pé o tempo inteiro. A indústria da moda ainda piora a situação porque vendem, cada vez mais, produtos tecnológicos, confortáveis e com amortecimento. Isso é horrível”, afirma. Assim perdemos a sensibilidade dos receptores de estímulos táteis localizados na sola. “Quanto mais pé no chão e quanto mais movimento, melhor”, conclui.

O corpo funciona com um mecanismo de compensação. Ou seja, quando algum músculo não está trabalhando a mobilidade de maneira completa, ele acaba sobrecarregado outra parte do corpo. No pé não é diferente: a região tem articulações, tendões, ligamentos e 26 ossos. “Existem estudos que mostram a relação entre pés fracos com dores nas costas. Está tudo conectado”, comenta Peleja.

Segundo Ravi, o corpo se adequa a demanda. “A situação mais comum é quando o dedão não trabalha da forma adequada e a pessoa precisa girar a perna ou o pé para fora ao andar”, diz o profissional. Isso pode ocasionar complicações como joanetes e dores espalhadas pelo corpo.

Em suas aulas, Leo faz questão de ter momentos reservados para exercícios de ativação dos pés, trabalhando mobilidade, força e alongamento. “Treinar descalço ajuda bastante, pois temos proprioceptores que sentem a superfície e vão acionando os músculos adormecidos”, explica. Ele, inclusive, recomenda as pessoas a andarem bastante descalço em casa.

O estímulo constante aos pés ajuda a evitar lesões no esporte. A corrida, por exemplo, é uma modalidade com bastante impacto e por isso, a musculatura precisa estar bem fortalecida. Alguns corredores – principalmente os amadores – costumam sofrer com fasceite plantar que gera dor na sola do pé ou canelite que causa dores na perna.

“A corrida é feita por uma sucessão de saltos e o pé absorve o primeiro o impacto. A longo prazo essa atividade pode provocar lesões, principalmente a um atleta amador de corrida, porque ele não tem capacidade de dissipar a força do encontro do pé com o asfalto”, alerta Leo Peleja.

A seguir veja três exercícios simples que separamos para você fazer em casa e fortalecer os seus pés

Mais lidas
Últimas notícias