Hospital da Criança realizará transplantes de fígado em 2020

Profissionais do DF serão treinados pelo Hospital Sírio-Libanês de São Paulo. Termo de cooperação foi assinado nesta segunda-feira (21/10)

atualizado 21/10/2019 19:53

Daniel Ferreira/Metrópoles

Um novo passo foi dado para realizar transplantes de fígado pediátricos no Distrito Federal. A partir de novembro, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) receberá a tutoria do Hospital Sírio-Libanês nesse tipo de procedimento. Um termo de cooperação foi assinado, nesta segunda-feira (21/10/2019), para oficializar a parceria entre as duas instituições.

A cooperação prevê a oferta de bolsas para oito profissionais do Hospital da Criança de Brasília. Médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos serão treinados em São Paulo pela equipe do Sírio-Libanês até dezembro de 2020. O objetivo do hospital, que já é um centro de referência no tratamento de doenças hepáticas, é realizar os transplantes hepáticos pediátricos no DF a partir do final do ano que vem.

“Esse trabalho é muito importante, porque os pacientes infantis da nossa região são encaminhados para outros locais na hora de fazerem o transplante. Temos, hoje, 34 pacientes necessitando do transplante hepático infantil. A partir do momento em que o Hospital da Criança começar a realizar, todos eles serão atendidos aqui, sendo mais um marco para o DF”, destacou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, presente à cerimônia de assinatura do termo de cooperação.

Uma das que anseiam pela novidade é Denise Moreira, 31 anos, mãe do pequeno André Luiz, de 8 meses, que espera por um transplante de fígado enquanto é acompanhado no HCB. “Além de ser muito dispendioso, ir para São Paulo fazer o transplante é muito cansativo. Fazer aqui é ter o conforto familiar, fora a redução de gastos”, afirma.

O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, ressaltou que a parceria com o Sírio-Libanês “é mais um passo para consolidar o hospital como referência no DF”. Na mesma linha, Newton Alarcão, presidente do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), que gere o HCB, destacou a cooperação como parte da história da unidade. “O hospital nasceu da parceria entre médicos, pacientes e comunidade. Esse momento é mais uma oportunidade de estarmos aprendendo a fazer o melhor, com segurança e excelência, toda essa parte de transplante hepático.” (Com informações da Secretaria de Saúde do DF)

Últimas notícias