Fala, tosse e espirro: entenda risco de pegar Covid-19 em cada situação

Pesquisa mostra perigos diferentes para as pessoas que têm contato direto com os pacientes que estão enfrentando a doença

atualizado 25/06/2020 16:20

tosse e máscaraSeksan Mongkhonkhamsao/GettyImages

Em meio a muitas dúvidas sobre o comportamento do novo coronavírus, há algumas certezas. Entre elas a de que as gotículas contaminadas proferidas por meio de tosse, espirro e fala são os métodos de transmissão mais comuns do Sars-CoV-2. Um estudo publicado no American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine avançou ao descrever o comportamento do vírus em cada uma das três situações.

O simples fato de falar mais alto durante um minuto pode produzir mil gotículas capazes de transportar o vírus. O número só não é mais assustador quando comparado à tosse, que pode espalhar 3 mil gotículas, e o espirro, que dispersa até 40 mil.

A pesquisa aponta que as gotículas maiores tendem a carregar mais carga viral, mas ficam menos tempo no ar, enquanto as menores têm menos probabilidade de estarem infectadas, mas permanecem no ar por muito mais tempo.

A tosse é responsável por expulsar as maiores gotículas, mas elas tendem a percorrer menores distâncias: elas caem no chão antes de chegar a 2 metros. As maiores (0,01 cm) ficam suspensas no ar durante apenas 10 segundos. Já as menores, segundo a pesquisa, flutuam no ambiente por tempo indefinido. As menores partículas – portanto as que permanecem mais tempo no ar – são bombardeadas pela fala alta (cantar, por exemplo).

Apesar de conterem menor carga viral, a capacidade de circulação dessas partículas menores também é preocupante. “As gotículas menores podem pulverizar verticalmente no ar entre 6 e 8 metros, o que é, teoricamente, alto o suficiente para entrarem e viajarem por meio dos sistemas de ventilação do teto de alguns edifícios”, alertam Rajiv Dhand, da Universidade do Tennessee, e dr Jie Li, da Universidade de Chicago, coautores da pesquisa.

Fala, tosse e espirro

– Falar alto por um minuto pode produzir mil gotículas capazes de transportar o coronavírus.

– Um espirro pode produzir 40 mil gotículas.

– A tosse pode produzir cerca de 3 mil gotículas que podem transmitir o vírus.

Últimas notícias