Estudo mostra novas características das lesões da varíola dos macacos

Pesquisa espanhola mostra que nem todas as lesões de pele em pacientes com a doença apresentam pus

atualizado 03/08/2022 14:27

Nigeria Centre for Disease Control/Divulgação

Um dos principais e mais visíveis sintomas da varíola dos macacos são as feridas altas e cheias de pus — porém, de acordo com um estudo espanhol publicado na revista científica British Journal of Dermatology, outro tipo de erupção cutânea tem se tornado cada vez mais comum.

Segundo os cientistas, as pseudo-pústulas, como são conhecidas as marcas altas e brancas, mas que são sólidas e não soltam pus quando se retira a casquinha, devem ser consideradas um sintoma específico da varíola dos macacos. O machucado é considerado muito raro em outras condições, mas a maioria dos 185 pacientes infectados analisados no levantamento apresentou o sinal.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

O coordenador da Academia Espanhola de Dermatologia, Ignacio García Doval, é um dos responsáveis pelo estudo e explica que os pacientes também tendem a ter menos lesões na pele do que em surtos anteriores, e elas se concentram em apenas uma região.

“É particularmente importante que os profissionais de saúde observem a aparência das lesões de pele. A varíola dos macacos normalmente causa pústulas, lesões cheias de pus, mas neste surto, o maior sintoma de pele é, na verdade, a pseudo-pústula, que não contém nenhum pus”, afirma o cientista.

García Doval lembra que, apesar de os casos de hospitalização e morte por conta da monkeypox serem raros, as erupções cutâneas podem deixar cicatrizes e são muito desconfortáveis.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias