Estudo mapeia tempo que Covid-19 leva para matar pacientes no Brasil

Pesquisa do Imperial College of London e da Universidade de Oxford partiu de dados das pessoas que precisaram de internação hospitalar

atualizado 24/07/2020 21:59

Pandemia - Coronavirus - Hospital - Com 18 mortes, DF chega a 772 óbitos por Covid-19. São 65.928 infectadosRafaela Felicciano/Metrópoles

Ao analisar os dados de pessoas internadas com a Covid-19 no Brasil, cientistas do Imperial College of London e da Universidade de Oxford, ambos da Inglaterra, descobriram que os pacientes que não resistem à infecção morrem, em média, 15,2 dias depois do início dos sintomas.

Roraima é o estado onde os pacientes estão morrendo mais rápido, em aproximadamente 11 dias. Já em Santa Catarina, eles costumam resistir por 17 dias.

O estudo, que ainda está em andamento, usou dados de cerca de 156 mil pessoas coletados no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe), do Ministério da Saúde. O trabalho ainda está na forma pré-print e precisa passar pela revisão de especialistas, mas as informações podem ajudar no planejamento dos gestores públicos para o enfrentamento à doença provocada pelo coronavírus.

Os que sobrevivem à internação por Covid-19 demoram cerca de 17,6 dias para receber alta a partir da data dos primeiros sintomas. Os pacientes que evoluem para a forma mais grave da doença passam dez dias, em média, em unidades de terapia intensiva (UTI). (Com informações de O Globo)

0

 

 

Últimas notícias