Estudo inglês mostra que poluição do ar está relacionada à demência

Pesquisa indica que substâncias liberadas no ar possuem ligação direta com o rápido aumento da quantidade de pessoas desenvolvendo a doença

atualizado 28/07/2022 16:05

Poluição ChaminésPexels

As partículas tóxicas presentes no ar estão contribuindo para o aumento dos casos de demência no Reino Unido, de acordo com um estudo realizado pelo Comitê sobre os Efeitos Médicos dos Poluentes do Ar do Imperial College London em parceria com a agência de saúde do país. O levantamento indica que essas substâncias possuem ligação direta com o rápido aumento da quantidade de pacientes com a doença, segundo o portal Daily Mail.

Os pesquisadores explicam que essa ligação se dá depois que as partículas tóxicas são inaladas e caem na corrente sanguínea. As substâncias causam irritação nos vasos sanguíneos, tendo como consequência o bloqueio da circulação no cérebro, que, com o tempo, pode desencadear a demência.

Para a realização do relatório, foram analisados 70 estudos diferentes que analisaram dados de base populacional e experimentos laboratoriais.

Os cientistas usaram como ponto de partida as avaliações que comprovam a relação da exposição aos poluentes e problemas cardíacos, derrames e outras doenças de origem vascular, já que a demência também é causada por danos neste mesmo sistema.

Ainda segundo o estudo, em outros casos considerados mais raros, partículas minúsculas de poluição ultrapassam a barreira hematoencefálica, causando dano direto aos neurônios.

Apesar de a relação ter sido comprovada, ainda não há como avaliar quantos pacientes desenvolveram a doença diretamente por conta da poluição do ar. Outros estudos sobre o tema estimam que aproximadamente um quinto dos casos tem ligação com a exposição aos poluentes. Também não está clara a quantidade de partículas necessárias para causar esse tipo de dano.

Como resposta aos resultados da pesquisa, o governo do Reino Unido anunciou que deve investir 7 milhões de libras (R$ 44,5 milhões) em programas de melhora na qualidade do ar.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias