Dose de reforço de vacina da Moderna melhora proteção contra variantes

Os voluntários do estudo receberam o imunizante extra contra Covid-19 cerca de seis a oito meses após terem tomado a segunda dose

atualizado 06/05/2021 9:33

Vacina Moderna Covid-19Michael Sohn - Pool/Getty Images

A Moderna informou nessa quarta-feira (5/5) que doses de reforço de sua vacina contra a Covid-19 ajudaram a melhorar as respostas imunológicas contra algumas variantes do coronavírus. Os resultados do estudo ainda são preliminares e foram realizados com pessoas que já haviam participado dos estudos iniciais do imunizante.

De acordo com a farmacêutica americana, foram realizados testes com aplicação da vacina original contra a Covid e de um imunizante modificado para corresponder melhor às variantes.

Nos dois casos, os agentes do sistema imunológico conhecidos como anticorpos neutralizantes aumentaram. A proteção reforçada, segundo a Moderna, funcionou para as variantes da África do Sul (B.1.351) e a identificada no Brasil (P.1,).

“Estamos animados com esses novos dados, que reforçam nossa confiança de que nossa estratégia de reforço deve ser protetora contra essas variantes recém-detectadas”, disse o presidente-executivo da Moderna, Stephane Bancel, em um comunicado.

Os indivíduos que participaram do estudo receberam a dose extra do imunizante cerca de seis a oito meses após terem tomado a segunda dose da vacina original.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias