Covid-19: dose única da vacina Johnson & Johnson produz resposta robusta

Segundo pesquisa publicada no site medRxiv, testes iniciais em humanos mostraram eficácia da candidata à vacina que será testada no DF

atualizado 26/09/2020 11:25

seringa de vacinaScience Photo Library/GettyImages

Os resultados iniciais dos ensaios clínicos da candidata à vacina da Johnson & Johnson contra a Covid-19 mostram que uma única dose da imunização foi capaz de induzir uma forte resposta de anticorpos neutralizantes nos voluntários. Além disso, as respostas imunes foram consideradas adequadas em todos os grupos etários estudados, incluindo o dos idosos.

As informações foram publicados na sexta-feira (25/9) no site medRxiv e ainda precisam passar pela revisão de pares.  O estudo clínico  ainda está em andamento na fase 1/2 e tem o objetivo de avaliar a segurança e a capacidade de produzir anticorpos do imunizante em grupos pequenos de voluntários.

A análise inicial mostrou que uma única dose da vacina induziu resposta imunológica robusta em 98% dos voluntários. A fórmula também foi bem tolerada, com relato de apenas dois eventos adversos.

Os dados foram consistentes com os resultados obtidos em estudos pré-clínicos, publicados na Nature, que demonstraram que a dose única impediu infecções com sucesso em macacos.

Distrito Federal
Nesta semana, a Johnson & Johnson anunciou que iniciará os testes da fase 3 – última etapa antes da aprovação de uma vacina – em vários países do mundo. O Brasil está incluído nesta etapa de ensaios clínicos e voluntários estão sendo recrutados, inclusive, no Distrito Federal.

Últimas notícias