Cientistas identificam novo subtipo do vírus HIV

A variedade L foi encontrada na República Democrática do Congo e, provavelmente, circula desde os anos 1980, mas é considerada rara

Darwin Laganzon/PixabayDarwin Laganzon/Pixabay

atualizado 06/11/2019 15:38

Pela primeira vez desde os anos 2000, um novo subtipo do vírus da Aids foi identificado – uma nova cepa do grupo M do HIV foi denominada como subtipo L e é “puro”, ou seja, não se mistura com outros subtipos como acontece normalmente. A descoberta foi feita por um grupo mundial de pesquisadores que participam do Programa Global de Vigilância Viral da farmacêutica Abbott , e  as informações sobre ela foram publicadas no JAIDS, um jornal científico internacional especializado no assunto.

Essa versão do vírus, que foi encontrada na República Democrática do Congo, provavelmente existe desde os anos 1980, mas só agora está identificada. Para classificar uma nova cepa de HIV, ela precisa aparecer em três episódios confirmados e distintos: a L foi verificada em casos nas décadas de 1980, 1990 e em 2001, mas a quantidade de vírus na amostra era pequena e a tecnologia não era avançada o suficiente para fazer o sequenciamento genético.

Ainda não há informações sobre a presença do subtipo L no Brasil, e nada muda no diagnóstico e tratamento para a população. A indústria farmacêutica, em posse do sequenciamento genético da nova cepa, deve incluí-la nos testes de eficácia de novas vacinas contra o HIV.

A descoberta do novo subtipo não é razão para se assustar: como seu aparecimento não é catalogado há muitos anos, provavelmente é uma variação rara do HIV. (Com informações da Revista Saúde e Chicago Tribune)

Últimas notícias