Cetogênica trata câncer? Médica desmente mitos sobre nutrição e doença

A nutróloga Andrea Pereira, do Hospital Albert Einstein, esclarece o papel da alimentação na prevenção e tratamento do câncer

atualizado 26/10/2021 19:03

Alimentação saudávelGetty Images

Em dez anos trabalhando com nutrologia e oncologia, a médica Andrea Pereira, nutróloga do Departamento de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein, já ouviu incontáveis relatos de pacientes que buscam a dieta perfeita para prevenir ou tratar cânceres.

Por este motivo, ela escreveu o livro “Dieta do Equilíbrio – A melhor dieta anticâncer”, lançado nessa terça-feira (26/10). Na publicação, a médica explica o papel da alimentação adequada no combate ao câncer e como ela pode influenciar no sucesso do tratamento e na prevenção de recidivas.

0

Ao longo doa 20 capítulos e usando como referência pesquisas científicas, a médica esclarece as principais crenças sobre alimentação e câncer, detalhando o que se sabe sobre o assunto para as etapas de prevenção, diagnóstico, tratamento, final de vida e cura.

De acordo com ela, um dos pontos mais polêmicos do livro foi desmistificar a relação entre a dieta cetogênica e o tratamento do câncer. Segundo a médica, apesar de o plano alimentar ter ganhado fama como anticâncer não há comprovação científica sobre isso.

Em entrevista ao Metrópoles, a médica afirmou que buscou conjugar o conhecimento científico com uma linguagem simples para que o livro seja acessível e útil a vários tipos de leitor.

“Escrevi o livro para divulgar informação com embasamento científico. Em cada capítulo, cito cerca de dez estudos e informações relatadas em congressos de oncologia, como o congresso anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco)”, contou.

Confira a entrevista com a médica Andrea Pereira

Afinal, existe uma dieta anticâncer?
Algumas dietas são colocadas como anticâncer, mas não existe nenhuma comprovação científica disso.

O que os estudos científicos mostram é que ter uma dieta equilibrada e saudável, com maior consumo de frutas, verduras, legumes e fibras ajuda a prevenir o câncer.

É possível comer de tudo com equilíbrio, sem aumentar o risco de câncer ou de piorar a doença.

Uma dieta saudável também inclui reduzir o consumo de carne, bebidas alcoólicas, o excesso de sal e açúcar.

A dieta cetogênica realmente funciona contra o câncer?
Muita gente vê a dieta cetogênica como a dieta anticâncer. No entanto, uma revisão sistemática de 500 estudos clínicos sobre essa dieta e o câncer, publicada na revista Medical Oncology e apresentada no Congresso Europeu de Nutrição (ESPEN, Holanda) de 2017, mostrou que ela não funciona para prevenir ou tratar a doença.

Dietas restritivas podem prejudicar a recuperação de pacientes em tratamento contra o câncer?
As pessoas buscam por várias soluções na internet e se baseiam em coisas que não têm embasamento científico. Não existem comprovações de que cortar a carne vermelha, o glúten ou a lactose, por exemplo, aumente o risco de câncer.

Se for uma decisão da pessoa por uma crença e vontade, ok. No entanto, o que tenho visto são muitos pacientes fazendo dietas extremamente restritivas. Eles não morrem em consequência do câncer, mas morrem mais rápido por causa da desnutrição.

O que temos de comprovação científica hoje é que a massa muscular é muito importante para a recuperação dos pacientes oncológicos ao longo do tratamento. Fazer uma dieta restritiva que leve à perda de massa muscular é pior, podendo levar à morte por desnutrição.

Na sua opinião, falta conhecimento da população sobre as consequências da alimentação no diagnóstico de doenças?
Sim, inclusive entre os médicos. A gente tem muita informação, mas tem muitas crendices, conteúdos falsos.

Mais lidas
Últimas notícias