Cerveja, vinho ou destilado? Pesquisa científica sugere melhor opção

Estudo realizado com 1.869 voluntários trouxe informações sobre efeito de cada tipo de bebida na composição corporal dos participantes

atualizado 21/04/2022 14:45

Pexels

Uma pesquisa publicada na revista Obesity Science and Practice traz novas informações para responder àquela antiga dúvida sobre o que beber para acompanhar o jantar.

Ao relacionarem os hábitos alcóolicos de 1.869 voluntários do Reino Unido e suas composições corporais, os pesquisadores trouxeram dados sobre os efeitos provocados por diferentes tipos de bebida – cerveja/cidra, vinho tinto, vinho branco/champanhe e destilados – no corpo.

Os resultados mostraram que os bebedores de cerveja e destilados possuem níveis mais altos de gordura visceral – o tipo de gordura considerado mais perigoso e já associado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Já os bebedores de vinho tinto tinham níveis mais baixos de gordura visceral.

Densidade óssea

Os pesquisadores encontraram outro dado interessante para os que gostam de vinho branco e champanhe. Os bebedores moderados destes dois tipos de bebida apresentavam maior densidade mineral óssea, o que, na prática, significa ossos mais resistentes a fraturas ou lesões.

“Embora o consumo de vinho branco não tenha influenciado os níveis de gordura visceral, nosso estudo mostrou que beber vinho branco com moderação pode oferecer seu próprio benefício para a saúde de adultos mais velhos: ossos mais densos”, escreveu a pesquisadora Brittany Larsen, uma das autoras do estudo, no site The Conversation.

Ainda há muita controvérsia nos estudos científicos sobre bebidas alcóolicas e saúde, mas a nova pesquisa reforça as evidências de que algumas escolhas são melhores do que outras.

Mais lidas
Últimas notícias