metropoles.com

Burnout: como professora descobriu e superou o esgotamento no trabalho

Síndrome do Esgotamento Profissional, conhecida como Burnout, acomete 30% dos 100 milhões de trabalhadores brasileiros

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução / Arquivo pessoal
imagem colorida de Aline - Metrópoles
1 de 1 imagem colorida de Aline - Metrópoles - Foto: Reprodução / Arquivo pessoal

Cansaço extremo e fadiga mental são características cada vez mais comuns aos trabalhadores e líderes de lares desde o início da pandemia da Covid-19. Esses fatores podem significar um dos problemas mais intensos na sociedade atual: a Síndrome do Esgotamento Profissional, popularmente conhecida por Burnout.

Dados da International Stress Management Association (Isma) reverberam que o Brasil é vice-líder no ranking global em número de casos da doença. A doença acomete 30% de 100 milhões de trabalhadores brasileiros, de acordo com pesquisa da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (Anamt).

Entre os pacientes com diagnóstico na Paraíba, está a professora e escritora paraibana Aline Cardoso, que chegou a ser demitida um tempo após revelar a descoberta da doença e solicitar a diminuição da rotina em uma escola.

Continue lendo a reportagem no Portal T5, parceiro do Metrópoles.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?