Brasil ainda está no meio da batalha contra a Covid-19, diz OMS

Entidade foi questionada sobre a situação do país, e diz que o crescimento de casos não é mais exponencial

atualizado 17/07/2020 13:52

Mike Ryan na OMSOMS/Reprodução

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (17/7), o diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS) Michael Ryan, afirmou que, apesar de o Brasil não estar mais vendo um crescimento exponencial dos casos de Covid-19, o país “ainda está no meio desta batalha“.

“O número de casos diário se estabeleceu em 45 mil. Não há mais o aumento que víamos em abril e maio, porém, a curva não está descendo, e não há garantias que ela vá cair sozinha. Há uma oportunidade para o Brasil controlar o vírus e suprimi-lo, mas depende de uma ação sustentada”, afirma. “Em vários países, incluindo o Brasil, o vírus está no controle, ele dita as regras. Precisamos mudar isso e fazer as nossas regras”, diz.

Ryan também chamou atenção para a quantidade de profissionais de saúde infectados pelo coronavírus. Segundo ele, um em cada 10 casos diagnosticados no Brasil é de uma pessoa na linha de frente. “Isso é uma tragédia. Nossos profissionais de saúde estão pagando o preço mais caro”, completa.

0

Últimas notícias