AstraZeneca saberá ainda em 2020 se vacina funciona contra Covid-19

Os resultados do estudo dependem da retomada rápida da fase 3. Um comitê independente avalia o caso do voluntário com mielite transversa

atualizado 10/09/2020 12:07

seringa de vacinaScience Photo Library/GettyImages

O diretor-executivo da farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot, afirmou nesta quinta-feira (10/9), em conferência on-line, que a empresa saberá ainda este ano se a candidata à vacina contra Covid-19 desenvolvida com a Universidade de Oxford funciona.

Os resultados dependem, entretanto, da retomada rápida da fase 3 do ensaio clínico, suspensa temporariamente após um voluntário do Reino Unido apresentar sintomas da doença mielite transversa durante o estudo.

Soriot afirmou que o paciente passará por exames e uma comissão independente vai avaliar o caso para averiguar se a condição foi desencadeada pela vacina. Só depois dos resultados o estudo poderá recomeçar.

Ainda de acordo com o diretor, a empresa terá condições de produzir 3 bilhões de vacinas que deverão ser distribuídas de forma justa para vários países.

Os testes da fase 3 da vacina da Universidade de Oxford contam com 30 mil voluntários do Reino Unido, Brasil, Estados Unidos e África do Sul. O Brasil participa com 5 mil pessoas. Muitos já receberam a segunda e última dose do imunizante.

0

Últimas notícias