Nove influencers trans que estão movimentando as mídias sociais

Algumas pessoas estão levando a missão de falar sobre esse tema tão importante a um outro nível de informação e engajamento

atualizado 05/04/2019 12:01

Motivo de discussão e também de muita violência, a realidade trans compreende algo simples, mas que ainda é tabu para muita gente: para milhares de indivíduos, o sexo biológico não acompanha a identidade de gênero e isso resulta em um grande desconforto e muita vontade de mudar. Mudança essa, que é pouco compreendida e vem com muita discriminação.

Celebrado em 31 de março, o Dia da Visibilidade Trans serve para levantar discussões e exigir soluções.

Algumas pessoas estão levando a missão de falar sobre o tema a um outro nível. Nossa pesquisa pela web desta semana foi especial. Confira nove perfis de influencers trans que estão usando as mídias sociais para engajar e ensinar suas audiências.

1 – Rosa Luz
A brasileira é artista visual e rapper. Em seu canal ela fala de suas experiências como mulher trans e negra; sobre o seu trabalho e compartilha muitas dicas de arte e leitura.

2 – Lucca Najar
Criador de conteúdo Made in Brasil, ele compartilha sua rotina e transformação com bom humor.

3 – Luca Scarpelli
Homem trans, publicitário, modelo e youtuber brasileiro.

4 – Mandy Candy
Youtuber brasileira com mais de 1 milhão de seguidores no Youtube.

5 – Jonas Maria
O processo da transição vivido pelo influenciador brasileiro é o foco do seu Instagram.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Construo meu eu a partir do plástico. São próteses de silicone, barba a 5% e alguns ésteres de hormônio. ⠀⠀⠀⠀⠀ Eles apontam para as superficialidades que utilizo como forma de me invalidar. Apelam para uma biologia ideológica. Recorrem ao típico mito originário. Gostam da ficção realista. Se acham naturais. ⠀⠀⠀⠀⠀ Pensam que me ofendem. ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ Uso do mesmo anabolizante que o maromba, que constrói sua masculinidade em forma de músculo. Tão frágil e artificial quanto a minha. Facilmente reproduzível. Nada de inerente. Nada que o torne especial. ⠀⠀⠀⠀⠀ O cisgênero também recorre aos adereços externos e supérfluos. Os hormônios foram feitos para eles, para retardar seu declínio biológico, para sanar suas disfunções. ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ Quantos nanogramas por decilitros de hormônios são o suficiente para sustentar a imagem do homem? Quantas miligramas de viagra são usadas para preservar a masculinidade? Quantos objetos generificados são necessários para manter o cistema de gêneros? ⠀⠀⠀⠀⠀ . ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Pensam que me ofendem. Tolos. Sou tão fictício e artificial quanto um cis. ⠀⠀⠀⠀⠀ Foto de 2017. Tirada pelo meu irmão de agulhada @fromhyru ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ #trans #ideologiadegenero #transexualidade #transmasculino

Uma publicação compartilhada por Jonas Maria ? (@jonasmariaa) em

6 – Laverne Cox
Primeira mulher transsexual indicada ao Emmy Awards, em 2014, por conta de sua personagem Sophia Burset, no seriado Orange Is The New Black. Ela possui 4,5 milhões de seguidores no Insta.

7 – Jolina Mennen
Youtuber da Alemanha, Jolina fala sobre ser uma mulher trans, beleza e estilo.

8 – Fede Puñales
Criador de conteúdo do Uruguai, ele compartilha em seu canal conteúdos com pegada cômica, mas também investe em muitas discussões sérias sobre ser trans. Hoje é acompanhado por mais de 800 mil seguidores.

9 – Jamie Dodger
Criador de conteúdo do Reino Unido, ele documentou sua transição em seu canal e continua compartilhando sua experiência como homem trans.

Últimas notícias